Baguete
InícioNotícias> uMov.me: sede aberta em Porto Alegre

Tamanho da fonte:-A+A

ESPAÇO

uMov.me: sede aberta em Porto Alegre

Maurício Renner
// segunda, 17/09/2018 14:43

A uMov.me, dona da plataforma de desenvolvimento de aplicações de negócios para dispositivos móveis do mesmo nome, acaba de inaugurar uma sede com um espírito aberto em Porto Alegre.

Sócios da uMov.me: José Augusto Albino (CRP); Vinícius Vasconcelos, Alexandre Trevisan e Rogério Fluzer (Mazer).

Batizada de uMov.me Arena, a nova sede ocupa um espaço de 400 metros quadrados na zona norte da capital gaúcha antes usado como showroom de uma importadora. 

Depois de uma reforma, a uMov.me vai ocupar o andar de cima, onde ficava o administrativo da importadora, com o showroom convertido em um grande espaço de trabalho para até 120 pessoas e uma área para apresentações (a empresa tem 50 funcionários).

“Queremos que a nossa iniciativa inspire outras empresas a abrir suas portas para a transformação da mentalidade. Entendemos que o resultado só pode ser alcançado por pessoas que acreditam na troca de experiências como forma de promover inovação transformadora”, afirma Alexandre Trevisan, CEO da companhia.

A uMov.me já tem uma agenda com 15 atividades de terceiros no local previstas até o final do ano.

A Câmara Americana de Comércio foi a primeira a usar o local para uma palestra, que também já foi usado pelo grupo de usuários Docker de Porto Alegre.

As próximas atividades incluem uma encontro da ONG de empreendedorismo Endeavor, uma reunião do grupo de discussão sobre UX da Assespro-RS e um happy hour da distribuidora de tecnologia 5TI.

Vários players representativos da cena de inovação e empreendedorismo da cidade tem planos de fazer o mesmo, incluindo as duas principais aceleradoras (WOW e Ventiur), entidades de tecnologia (Sucesu-RS, Abradi-RS, Seprorgs) e organizações mais informais como Poa.hub e Porto Alegre Inquieta.

“O conteúdo deve ser aderente à transformação digital e humana. Foco em inovação, gestão de negócio, tecnologia, nova economia, que apoie o ecossistema empreendedor”, resume Trevisan.

O CEO da Umov.me destaca que cada atividade pode ter suas próprias regras e metodologia de trabalho, incluindo ser aberta ou para convidados, grátis ou paga. Os convidados gerenciam a atividade.

Ser o centro de um hub no mundo de tecnologia é uma boa pedida para a Umov.me, cujo modelo de negócio é viabilizar o desenvolvimento de produtos de outras empresas.

Hoje, a plataforma da companhia é usada por 300 parceiros, atendendo 150 mil usuários ativos na ponta, em empresas como Bimbo, Lojas Colombo, Magazine Luíza e Porto Seguro, entre outras.

Mais de 10 mil apps foram desenvolvidos com a plataforma, abrangendo tarefas como vendas, entregas, vistorias, auditorias, registros de pontos, entre outros.

Em 2016, a empresa recebeu um aporte de R$ 5 milhões do fundo CVentures Primus, gerido pela CVentures em conjunto com a CRP Companhia de Participações. 

Maurício Renner