Campus Geração Digital, localizado na Avenida Interlagos, 3501, em São Paulo. Fotos: Humberto Siqueira / Santander Brasil.

O banco Santander desenvolveu, em conjunto com a Digital House, hub de formação para o mercado digital, um projeto para formar profissionais em programação. 

Batizado de Santander Coders by Digital House, o programa oferecerá 240 bolsas integrais gratuitas para o curso de Web Full Stack, com duração de cinco meses.

As inscrições vão até o dia 14 de novembro e, para participar, basta ser maior de 18 anos. 

O processo seletivo terá um teste de lógica como primeira etapa, evoluindo para um curso introdutório, totalmente online, para nivelamento e validação de competências para realização do curso presencial.

Aqueles que forem selecionados terão 28 dias para concluir essa etapa e, em seguida, serão escolhidos os 240 contemplados com a bolsa.

As aulas começam em janeiro de 2020, no período da tarde, no campus da Digital House, em São Paulo.

Além do conteúdo do curso, haverá mentoria de carreira, quando os bolsistas poderão discutir sobre o futuro das profissões, identificar seu perfil profissional e em quais áreas poderão atuar. 

Além disso, os alunos farão parte de uma lista fast track do Santander, podendo ser convidados para futuros processos de seleção do banco. 

“Teremos um aumento de demanda por profissionais das áreas de UX, cyber security, empreendedores digitais e cientistas de dados. Essa percepção, baseada também em pesquisas, nos levou a criar essa nova oferta”, explica Steven Assis, head do Santander Universidades.

Este tipo de profissional é responsável pelo desenvolvimento de sites e sistemas web usando linguagens de programação e também pode trabalhar em agências, e-commerces, fábricas de software, startups e empresas de tecnologia.

“Essa é uma oportunidade única para que pessoas que gostam de tecnologia, que desejam mudar de carreira ou mesmo ingressar no mercado de trabalho consigam se tornar verdadeiros coders”, ressalta Edney Souza, diretor acadêmico da Digital House.

O investimento acontece em um momento em que o Santander acelera contratações em São Paulo.

Em maio deste ano, o banco anunciou a contratação de 400 para profissionais de tecnologia na cidade, abrangendo áreas como plataformas digitais, gestão de dados, inteligência artificial e inovação.

O Grupo Santander vai investir US$ 2 bilhões nos próximos anos em tecnologia. Para ampliar a digitalização das operações, a unidade brasileira do banco deve levar 30% desse valor.

Fundada em 2015, a Digital House é um hub de educação para a formação de profissionais para o mercado digital. Em São Paulo desde abril de 2018, a escola oferece 13 cursos intensivos e presenciais.