HP firma parceria com Nokia Networks. Foto: divulgação.

A Nokia Networks e a HP anunciaram o desenvolvimento conjunto de uma solução de telecomunicação na nuvem, com o plano de oferecer às operadoras de telefonia móvel uma nuvem baseada em código aberto.

A novidade segue o padrão de Virtualização de Funções de Rede (NFV), uma alternativa às redes gerenciadas via software (SDN). O objetivo é ter uma nuvem baseada em código aberto que atenda às exigências de confiabilidade e disponibilidade e para acelerar a transição para o NFV.

A parceria prevê a oferta de uma solução integrada que permite que as funções de rede virtualizadas da Nokia Networks sejam executadas em uma infraestrutura de nuvem que integra o hardware HP.

A integração de centro de dados, hypervisor e gerenciador virtual da infraestrutura será baseada na tecnologia HP Helion OpenStack. O gerenciamento em nuvem da rede virtualizada será executado pelo Gerenciador de aplicação de nuvem da Nokia.

A parceria vai além de hardware e software e abrange também as capacidades técnicas, de serviços e comerciais. A previsão das funções de rede virtualizadas e soluções de gerenciamento de nuvem com base no HP Helion OpenStack é de estarem disponíveis no mercado em meados de 2015.

“Serviços são fundamentais para possibilitar a transformação prometida pela cloud para operadoras de telecomunicações e aplicações de TI. Trabalhando em conjunto, a Nokia Networks e a HP podem fornecer a experiência e a liderança em tecnologia que as operadoras necessitam para atingir os benefícios de uma solução completa de cloud para telecomunicações e TI – tudo debaixo de um só contrato para garantir mais facilidade”, afirma Igor Leprince, Vice-presidente executivo de Serviços Globais da Nokia Networks.

Com a parceria, a HP busca ganhar tração no mercado de redes, estratégia que foi sugerida pela companhia em meados deste ano, quando reforçou seu plano de crescer em áreas fora de sua tradição, como os PCs e servidores.

"A parceria da HP com a Nokia Networks demonstra a importância em oferecer às operadoras uma solução de plataforma de rede integrada, que combina a plataforma na nuvem baseada em OpenStack da HP com as capacidades pré-integradas em NFV e gestão da Nokia", avaliou Nav Chander, Gerente de pesquisa de serviços em telecomunicações e redes da consultoria IDC.

Embora o SDN seja apontado com um dos principais mercado de TI no futuro, o uso de NFV também vem ganhando força na visão de analistas. Por exigir menos investimentos que o SDN, o uso de virtualização de funções de rede é apontado como uma porta de entrada para o uso de redes virtualizadas.

Segundo dados do IDC, o mercado de SDN deve chegar à marca dos US$ 20 bilhões até 2018, com marcas como Cisco, VMWare, entre outras, brigando por fatias neste bolo.