Equinix lança arquitetura interconectada de cloud. Foto: divulgação.

A Equinix, multinacional de serviços de cloud e data center com atuação no Brasil, anunciou uma mudança na sua arquitetura de TI, com a intenção de trabalhar com ambientes diversificados de nuvem e maior interconexão.

O novo desenho, chamado de Interconnection Oriented Architecture (IOA) substitui a arquitetura básica de TI, atualmente isolada e centralizada, por uma interconectada e distribuída.

Com isso a empresa passa a oferecer a solução Equinix Interconnection Platform, com um alcance global a ecossistemas de provedores de serviços e nuvem e a capacidade de integrar dados e métricas. O projeto teve como base o trabalho de mais de 100 clientes e mais de 400 implantações.

"A Equinix desenvolveu a IOA como um modelo em que tanto empresas quanto provedores de solução podem se beneficiar ao conectar pessoas, locais, nuvens e dados de maneira direta e segura", destacou a empresa em nota.

Ao colocar o IOA no centro de sua estratégia, a Equinix faz uma movimentação semelhante à de outros provedores de data center, que em vez de oferecer infraestruturas proprietárias, assumem a posição de brokers, em que interligam diversas nuvens, próprias e de outros provedores, para um mesmo cliente.

Para Tony Bishop, vice-presidente de marketing vertical da Equinix, as empresas de data center estão à beira de uma reinvenção massiva das organizações de TI liderada pela interconexão.

“Acreditamos que a Arquitetura voltada à interconexão seja uma estratégia valiosa e reproduzível, que direcionará as empresas em sua jornada para se tornarem verdadeiramente interconectadas, impulsionando as capacidades distintas de interconexão e colocação da Equinix”, afirma Bishop.

Uma manobra recente nesta direção foi feita pela Hewlett Packard Enterprise, que lançou o HPE Helion Managed Cloud Broker, serviço voltado ao gerenciamento de cargas de trabalho em ambientes variados na nuvem.

De acordo com a empresa, o HPE Helion Managed Cloud Broker oferecerá suporte a diversas nuvens privadas virtuais gerenciadas como HPE Helion, HPE Helion CloudSystem e HPE Helion OpenStack, além de tecnologias e provedores de data center tradicionais, como VMWare, Microsoft Azure e o AWS, entre outros.

Outra iniciativa nesta direção foi realizada pela Cisco, que criou a Intercloud, ecossistema global de nuvens que abrange 350 data centers em mais de 50 países.

Globalmente, a Equinix opera cerca de 100 data centers ao redor do mundo, inclusive no Brasil, onde adquiriu a Alog. Segundo dados do site da companhia, cerca de 500 provedores cloud ao redor do mundo operam na infraestrutura da multinacional.