Moinhos Cruzeiro do Sul transforma trigo em farinha. Foto: Pexels.

A Moinhos Cruzeiro do Sul, dona de cinco plantas industriais de processamento de trigo no Brasil, está rodando o sistema de gestão S/4 Hana da SAP.

Com a implantação, a empresa passa a usar o mesmo sistema da Correcta Alimentos, empresa da multinacional suíça Glencore, que comprou as cinco plantas da Moinhos Cruzeiro do Sul no final de 2018.

O projeto foi entregue pela Infosys, que já havia feito a implantação do S/4 Hana na Correcta em maio de 2018, como parte de uma integração maior com a matriz Glencore.

Como cada unidade operava de forma autônoma, o primeiro passo era padronizar os processos e ter um sistema operacional único. 

Após um mês de estabilização, todas as plantas já estavam operando na mesma plataforma.

“Como resultado desse projeto, temos mais eficiência e usuários confortáveis com a utilização do novo sistema. A gestão remota em meio à pandemia nos permitiu operar em um ambiente estável mesmo em um período instável”, afirma Márcia Regina Crisosto, diretora Financeira da Correcta Alimentos.

A Correcta atua na fabricação de farinhas e farelo de trigo, farelo e óleo de soja degomado, operando desde 1999 nas regiões sul, sudeste e centro oeste do Brasil com fábricas e filiais de vendas. 

A Moinhos Cruzeiro do Sul iniciou suas atividades na área de alimentos em 1943, com a construção de um moinho de trigo na cidade de Roca Sales, no Rio Grande do Sul. Depois, a empresa fez aquisição de novas unidades nos estados do Maranhão, Pará, Pernambuco e Rio de Janeiro. 

Já Infosys iniciou operações no Brasil em 2009 com uma unidade em Belo Horizonte. A gigante indiana reforçou sua operação SAP em 2012, ao comprar a suíça Lodestone, em um negócio que teve repercussões no Brasil, onde a Lodestone já havia comprado ela mesma duas consultorias SAP. Hoje, ela tem cerca de 600 funcionários no país.