A ativação da rede 5G DSS foi iniciada pela TIM em outubro deste ano. Foto: Edi Pereira/divulgação.

A TIM anunciou a expansão da cobertura de sua rede 5G, que utiliza a tecnologia Dynamic Spectrum Sharing (DSS), ou Compartilhamento Dinâmico de Espectro, a 12 novas cidades brasileiras a partir deste mês.

Entre as primeiras cidades da lista, estão São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Curitiba. Até março, a expansão ainda englobará pontos em Salvador, Fortaleza, Recife, Belém, Campinas, Santos e Florianópolis.

Segundo a empresa, serão dezenas de pontos distribuídos pelos municípios. Em cada um deles, as áreas de cobertura englobam locais como a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o Circuito Barra Ondina, em Salvador, o Parque do Ibirapuera e a Avenida Paulista, em São Paulo, e o Parque dos Patins, no Rio de Janeiro. 

A ativação da rede 5G DSS foi iniciada pela TIM em outubro deste ano, através de um novo serviço já com equipamentos 5G para testar a banda larga residencial de altas velocidades através da rede móvel com a tecnologia FWA.

No piloto, a operadora teve as empresas Ericsson, Huawei e Nokia como fornecedoras em três municípios: Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, Itajubá, em Minas Gerais, e Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. As cidades têm uma população estimada semelhante, cerca de 96 mil habitantes.

“Os resultados estão sendo extremamente positivos, confirmando que estamos no caminho certo. Vamos continuar ampliando a cobertura 5G DSS até a chegada do 5G de verdade. A TIM está pronta para toda essa revolução e vamos assumir o protagonismo no 5G assim como fizemos no 4G”, avalia Leonardo Capdeville, CTIO da TIM Brasil.

Na prática, o 5G DSS usa frequências já utilizadas pela operadora na oferta das gerações anteriores do serviço móvel, distribuindo recursos dinamicamente entre os smartphones atuais e os novos, que sejam compatíveis com a nova rede.

A Claro foi a primeira operadora a anunciar a rede 5G DSS no Brasil, no início de julho, e já conta com as empresas Nokia, Ericsson, Huawei, além das fabricantes de smartphones Motorola e Samsung, para a implementação.

No mesmo mês, a Vivo anunciou o lançamento de sua rede 5G DSS, com o aparelho Motorola Edge, em oito capitais brasileiras: São Paulo, Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Goiânia, Curitiba e Belo Horizonte.

Em outubro, a Oi iniciou a operação comercial de sua rede 5G no Plano Piloto de Brasília, com rede de 460 km² de extensão que abrange 80% da capital federal.