Novo centro de dados em Joinville. Foto: Pexels.

O Ágora Tech Park, parque tecnológico localizado em Joinville, inaugura no final de março um data center Tier 3 dentro da sua estrutura.

A estrutura terá um investimento de R$ 20 milhões e será construída pela Armazém Data Center, empresa de Brusque com mais de 10 anos de atuação e que atende mais de 1 mil clientes no país.

Será o segundo data center Tier 3 em Santa Catarina e um dos cinco operando na região Sul. A maioria dos data centers desse nível no país fica em São Paulo e pertence a grandes players de hosting ou computação em nuvem.

Batizado de DAT, o novo data center prevê 60 racks, uma estrutura considerada de médio porte, e estará interligado com a unidade de Brusque por dois links de fibra óptica de 10 gigabytes (um via Jaraguá do Sul e o outro pela BR-101).  

A Armazém Data Center, que faz parte do grupo Brusque Participações, tem planos arrojados e espera triplicar de tamanho em dois anos. Em 2019, a empresa cresceu 25%. 

“Escolhemos a cidade de Joinville, pela proximidade com grandes centros como Curitiba e pela oferta de mão de obra técnica qualificada”, explica Marcos Stefano, diretor de Desenvolvimento Estratégico na Armazém Data Center.

Fundado há apenas dois anos, o Ágora Tech Park reúne um ambiente físico com mais de 140 mil m² e quase 30 mil m² de área construída, englobando seu Centro de Inovação (Ágora Hub), e as sedes do Campus Joinville da UFSC e da Conta Azul.

Em breve, deve ser inaugurado um novo prédio, o Ágora MOB, com área disponível de 4,8 mil m² e espaços flexíveis na oferta de salas (a partir de 50m² até um andar inteiro, 1,2 mil m²). 

O MOB terá uma via gastronômica e a expectativa é receber entre 30 a 40 novas operações, entre elas um cluster de saúde que terá entre as âncoras o Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, uma das âncoras do projeto, que vai inaugurar no espaço uma smart clinic no início de 2021. 

O Grupo Clamed também estará no espaço, com uma operação de farmácia-laboratório e ponto de venda com entregas por meio de novas tecnologias de mobilidade. 

“Mesmo com todas as dificuldades impostas pelo atual cenário, conseguimos avançar não apenas em projetos de expansão física, como os novos prédios, mas também agregamos outros programas e conceitos ao portfólio de ativos do parque”, diz Jean Vogel, diretor executivo do Ágora. 

O parque mantém programas como o Ágora.Start, voltado para o incentivo ao empreendedorismo, a conexão com estudantes e a pré-incubação de projetos, além do programa NaSCer, uma pré-incubadora presente em 15 cidades catarinenses realizado pela Fapesc com apoio do Sebrae/SC - em Joinville a gestão é do Ágora Tech Park. 

Em 2020, também passou a gerenciar o espaço de coworking do Centro de Inovação (Ágora.Share) que dispõe de 70 posições (espaços individuais) em espaços compartilhados e oito salas individuais.

A estrutura faz parte do Perini Business Park, condomínio empresarial com 18 anos de existência. Instalado no Distrito Industrial de Joinville, conta com um terreno de 2,8 milhões m².

O Perini tem mais de 300 mil m² de área construída e cerca de 220 empresas instaladas, por onde circulam diariamente cerca de 10 mil pessoas. Juntas, as companhias geram um faturamento anual de R$ 5,2 bilhões.