O Grupo JBS investiu em um projeto de otimização de links com a Arcon. Foto: Divulgação.

O Grupo JBS investiu em um projeto de otimização de links com a Arcon, especializada em segurança de TI com foco em serviços gerenciados de segurança (MSS, na sigla em inglês).

Para isso, a escolha foi a implementação de uma solução de otimização WAN. O objetivo era aumentar a capacidade dos links de comunicação do grupo e o tráfego de informações entre a matriz e as quase cem unidades espalhadas pelo Brasil. 

Segundo a empresa, a solução tem impactado na redução do tempo de envio e recebimento de e-mails, compartilhamento de arquivos, acesso à intranet e sistemas logísticos e da área de vendas, além do faturamento de notas. 

Com o sistema, o volume de dados trafegados foi otimizado em até 5 vezes, enquanto os percentuais de economia da capacidade dos links alcançam, em algumas aplicações, taxas de 70%. 

De acordo com Éder Silva, analista de telecomunicações do Grupo JBS, os downloads de arquivos em PDF - que levavam cerca de três minutos - hoje são realizados em 10 segundos.

O acesso ao sistema próprio de gestão da companhia também passou de três minutos para  menos de um minuto. Para a transferência de arquivos, o ganho foi de 80% em agilidade após o projeto.

Atualmente são quase 100 localidades e cerca de 50 mil colaboradores que são beneficiados pela ferramenta nas unidades da JBS carnes, couros e aves.

As unidades em que os links de comunicação são acessados via satélite, como as do Pará, obtiveram os maiores ganhos, já que os sistemas costumavam se comportar de forma mais lenta. 

“No geral, a otimização de todas as unidades após a implementação da solução alcançou uma taxa média de 50%, considerando a variação dos perfis de tráfego em cada localidade”, destaca João Pilla, Diretor de TI do Grupo JBS.

A JBS tem observado transformações que também impactam na contenção de investimentos adicionais relacionados a novos links de comunicação. Com a tecnologia de otimização WAN foi possível tornar mais ágeis os links já existentes, o que evitou a necessidade de novos investimentos da companhia nesta tecnologia.

O projeto permitiu a migração dos servidores de e-mails das unidades para a matriz. Segundo Pilla, esse era um desejo antigo do Grupo e foi concretizado após a otimização WAN. 

“Migrar os servidores de e-mails das unidades para a matriz era uma tarefa que aumentaria ainda mais o consumo dos links de comunicação e causaria uma lentidão geral relacionada à internet e intranet da companhia. Com o projeto, conquistamos a capacidade necessária para incluir mais esse tráfego e concluir a iniciativa”, lembra. 

As vendas consolidadas da JBS cresceram 30% em 2014, totalizando R$ 120 bilhões. Com isso, a empresa superou a Vale e se tornou a maior empresa do Brasil no quesito faturamento.

Atuando no mercado nacional desde 1995, a Arconé focada em monitorar e gerenciar ambientes, com o objetivo de mitigar os riscos e previnir incidentes. 

Com SOCs redundantes localizados no Rio de Janeiro, São Paulo e Flórida, a Arcon processa 1 bilhão de eventos por dia e protege mais de 600 mil ativos nos 5 continentes.

A empresa faturou R$ 70 milhões no ano passado, uma alta de 72% frente aos resultados de 2014. Com isso, a companhia recuperou o ritmo após um 2014 ruim, no qual o faturamento caiu 18,05%.