Daniela Paoli. Foto: divulgação.

A Officer, distribuidora de software com atuação nacional, está virando a chave para adaptar sua estratégia de vendas de licenças ao cloud computing, começando pelos seus produtos Microsoft e Adobe.

De olho nessa mudança no modo de comercialização, a empresa anunciou o lançamento de uma nova plataforma de vendas, mudando para a nuvem a gestão dos contratos de suas revendas, comissionando e facilitando via web o trabalho do canal.

"A migração do modelo de vendas de software é algo que já se fala há cerca de três anos e continua crescendo. É um caminho sem volta e precisamos nos adaptar a isso", declarou Daniela Paoli, vice-presidente de Marketing da Officer.

A expectativa da distribuidora é de que até o final de 2015 a plataforma em nuvem represente cerca de 50% das vendas da companhia. Atualmente ela ocupa cerca de 10%.

A decisão de começar pelos produtos Adobe, Microsoft e McAfee também funciona como um alinhamento com as estratégias das próprias fabricantes, que cada vez mais estão mudando o seu modelo para a nuvem.

"50% da arrecadação que temos com o Office já vem da versão 365, que roda em cloud. No caso da Adobe, recentemente a empresa anunciou o fim da venda de suas soluções na caixinha, indo completamente para o digital", frisou a executiva.

Conforme explica Paoli, o início da mudança na Officer está na gestão das licenças, em que as revendas poderão fazer o controle das vendas e renovações de contratos usando a plataforma web.

"A ideia é sair do tradicional modelo one-stop-shop, que venda a solução na caixa e depois partia para outro cliente. Com a nuvem, a venda recorrente, mantendo os clientes e licenças também é de grande importância", destaca a VP.

Inclusive, no caso da Microsoft, a iniciativa da empresa brasileira foi reconhecida pela multinacional como um exemplo em uso dos canais digitais para impulsionar a venda via canais.

"Muito se fala que os canais digitais podem cortar intermediários e acabar com as revendas. Acreditamos que ela pode potencializar este segmento, tanto na parte de vendas quanto no atendimento", completou Paoli, que atualmente está coordenando ações da empresa para disseminar o uso da nova plataforma junto a parceiros.

Para o futuro, a Officer pretende expandir sua plataforma de atendimento na nuvem, agregando recursos como a montagem de plataformas completas de TI de acordo com a necessidade dos clientes, usando um ambiente totalmente virtualizado.

Com 12 mil revendas parceiras, a Officer tem centros de distribuição em São Paulo, Paraná e Espírito Santo, além de escritórios regionais em Porto Alegre, Belo Horizonte e São Paulo.

A empresa trabalha com uma longa lista de parceiros incluindo  APC, Apple, CA, Cisco, Corel, EMC,  HP, IBM, Intel, Iomega, Kingston, Lenovo, Lexmark, LG, Linksys, Mega, Memowise, McAfee, Microsoft, Motorola, Oracle, Seagate, Smart Modular Technologies, Sony, Symantec, Totvs e VMware.