WI-FI

Google Station usa tecnologia da Ruckus

18/07/2019 11:56

O projeto vai atuar com 619 pontos de acesso na cidade de São Paulo.

O Google Station vai atuar com 619 pontos de acesso na cidade de São Paulo. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ruckus Networks irá fornecer tecnologia para os hotspots wi-fi Google Station em São Paulo. A empresa será responsável pelos dispositivos e tecnologias necessários para o fornecimento das redes das operadoras nos hotspots. 

Entre as tecnologias, a Ruckus fornecerá seu controlador virtual SmartZone e access points wi-fi modelo Ruckus T310 nos ambientes externos e Ruckus R510 (maior densidade) e R310 (menor densidade) nos ambientes internos.

O projeto inclui a substituição dos 120 pontos wi-fi em funcionamento na capital paulista e a implantação de outros 499, totalizando 619 pontos de acesso disponíveis na cidade de São Paulo, incluindo locais como o Parque do Ibirapuera e estações de trem da CPTM.

Todos os pontos do Brasil podem ser vistos no Mapa do Google Station. Até o fim de 2020, o plano é expandir o projeto.

A Google Station é uma plataforma pública de wi-fi que fornece um conjunto fácil de ferramentas de implantação de hotspots em locais públicos e de alto tráfego, como aeroportos, shoppings, universidades, estradas de ferro e estações de transporte em massa. 

A promessa é de que a internet seja rápida o suficiente para que o usuário assista a vídeos em alta qualidade no seu dispositivo móvel sem precisar gastar seu plano de dados. Para se conectar, basta encontrar e selecionar a rede “Google Station” e informar o seu número de telefone. A confirmação será feita por um código via SMS.

"A implantação de Google Station com tecnologias da Ruckus é um importante passo para conectar o próximo bilhão de usuários. As redes da Ruckus são simples de instalar e operacionalmente muito eficientes em termos de custos, permitindo uma implantação muito rápida", diz David Shapiro, Chief Business Officer da iniciativa Next Billion Users da Google.

As tecnologias da Ruckus estão implantadas atualmente em centenas de hotspots wi-fi em Google Stations na Índia, México e Indonésia.

Veja também

REDES
ESPM adota Aruba em São Paulo

Escola de negócios comprou um pacote de soluções de conectividade para o campus.

SINAIS
São Paulo quintuplica Wi-Fi grátis

Ao todo, serão 619 pontos em locais públicos. Empresas poderão explorar publicidade.

CHIPS
Qualcomm terá fábrica de semicondutores no Brasil

Na planta serão fabricados os SiP (System-in-Package).

CARREIRA
America Net contrata novo CTO

Eduardo Vale já atuou em companhias como Sonda, BNP Paribas Cardif, Stefanini e Gol.

WI-FI
Cenesp renova infra com Furukawa

O Cenesp recebe, diariamente, cerca de 12 mil pessoas.

SAÚDE
Toth Lifecare constrói fábrica no Feevale Techpark

A companhia atua com pesquisa e desenvolvimento de produtos para a área médica. 

REDE
Tech Data distribui Aruba no Brasil

A companhia também tem um acordo com a Aruba nos EUA e em alguns países da Europa e da região Ásia/Pacífico.

REDE
Algar: 1ª operadora a oferecer SD-WAN da Fortinet

Ao longo de 2019, outras operadoras no país devem contar com a oferta.

NETWORK
Cisco aposta em SD-WAN

A Cisco está unificando suas tecnologias de segurança e de rede de área ampla definida por software.

VIAGEM
Uso de wi-fi em hotéis e aeroportos está mais seguro

Há alguns anos, o conselho geral seria “não confie no wi-fi!”, mas, para a Wired, isso mudou.

GOVERNO
Embratel vence licitação de Pernambuco

A empresa irá oferecer soluções de telecomunicações, TI e mobilidade para o Projeto PE Conectado.

IDC
Mercado de infra cresce 41%

As áreas de servidores, armazenamento e networking movimentaram US$ 393,62 milhões no 2T18.

AEROPORTO
Fraport oferece wi-fi com Nap IT

O trabalho contou com equipamentos da Cisco nos aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza.

WI-FI
Bionexo adota HPE Aruba com Symmetry

A Bionexo contratou uma estrutura 100% wi-fi a partir da mudança para um novo escritório.

AVIAÇÃO
Latam tem WiFi a bordo

Os preços começam em R$ 7,50 a hora.

CONEXÃO
Florianópolis: wi-fi gratuito com Wifi.fi

A Wifi.fi, vencedora do edital, terá prazo máximo de 12 meses para implantação do serviço.