MALABARISTAS

Funcionários em casa têm dois empregos

18/08/2021 09:53

Tem gente trabalhando em duas empresas ao mesmo tempo nos Estados Unidos.

É preciso fazer alguns malabarismos para trabalhar em duas empresas ao mesmo tempo. Foto: flickr.com/photos/hernanpc/

Tamanho da fonte: -A+A

Tem gente aproveitando o home office para trabalhar em dois empregos ao mesmo tempo, sem contar para os seus empregadores, pelo menos nos Estados Unidos.

O The Wall Street Journal, maior jornal de economia do país, traz uma matéria com seis casos confirmados de empregados que estão fazendo “jornada dupla”, entre eles um engenheiro de software e um cientista de dados.

O jornal conferiu cartas, contratos de empregos, contracheques e e-mails corporativos para confirmar que as pessoas tinham realmente dois empregadores simultaneamente.

Os funcionários disseram que não trabalham mais do que 40 horas por semana, mesmo tendo dois trabalhos.

A situação envolve um boa medida de jogo de cintura. Um dos funcionários disse que ele inclusive participa de duas reuniões ao mesmo tempo, uma no computador e outra no celular.

Se acontecer de ter que falar nas duas ao mesmo tempo, o funcionário diz que sai de uma delas, alegando problemas de conexão. 

Um outro funcionário disse que dava aulas num curso online de programação, ao mesmo tempo que trabalhava em outra empresa.

Outro ainda disse que evita participar de reuniões, ficando disponível no Slack a maior parte do tempo (em muitas empresas, o canal de comunicação já é a principal forma de interação).

A situação tem lá as suas tensões. 

“Todos os dias eu acordo pensando que esse vai ser o dia em que vão me pegar”, disse o engenheiro de software ao WSJ.

De acordo com o The Journal, a prática não é contrária às leis americanas, mas pode ser motivo de demissão, dependendo das regras do contrato assinado pelo colaborador.

Já existe também pelo menos um site falando abertamente da prática no setor de tecnologia nos Estados Unidos, chamado Overemployed.

O autor, que permanece anônimo por motivos óbvios, conta que começou a procurar emprego em 2020, temendo ser demitido da empresa de tecnologia na qual trabalhava em São Francisco.

No final, ele encontrou uma outra posição antes da temida demissão. Em vez de pedir demissão na primeira empresa, ele simplesmente seguiu trabalhando normalmente.

"Incrivelmente, eu consigo manter dois empregos simultâneos trabalhando em dois empregos ao mesmo tempo", resume o autor.

O site traz conselhos práticos para quem quiser tentar, incluindo como administrar o Linkedin.

Veja também

TRABALHO
Google: cortes de até 25% do salário no home office

Nos Estados Unidos, Facebook e Twitter também fizeram reduções. Será que essa moda pega no Brasil?

SINAL
Airbnb vai testar Wi-Fi dos anfitriões

Com mais gente fazendo trabalho remoto, a conexão de internet se tornou muito importante.

LIDERANÇA
CEO da Everis tem 1° ano diferente

Ricardo Neves acaba de fechar um ano na posição, sem conhecer a maioria dos colegas.

DE VOLTA
Acaba a greve home office da Procergs

Com duração de 50 dias, foi a greve mais longa da história da estatal gaúcha.

FUTURO
TI segurou o rojão na pandemia. E agora?

Transição para o home office foi um sucesso, mas o cenário futuro é desafiador.

TRABALHO
Monday.com abre no Brasil

Com base de 3,6 mil clientes brasileiros, startup israelense agora tem cara local.