Google quer fazer aeroporto melhor. Foto: Shutterstock.

Pelo jeito não há limites para a ambição do Google e seus fundadores, Sergey Brin e Larry Page. Segundo fontes, um dos novos planos da empresa norte-americana é criar aeroportos melhores e com tecnologia mais eficientes.

Segundo fontes revelaram ao site Business Insider, Page divulgou aos seus colegas de empresa o desejo de projetar e construir um aeroporto mais eficiente que os que existem hoje em dia.

O plano do empresário é fazer um aeroporto modelo para mostrar ao resto do mundo como eles podem ser mais eficientes. Como se não fosse bastante, a megalomania de Page também envolve um projeto de criar uma cidade-modelo.

A ideia de um aeroporto eficiente também é uma alfinetada indireta no Hyperloop, conceito do bilionário Elon Musk (dono da Tesla Motors) que sugere um sistema de cápsulas em tubulações de alta pressão, capaz de propulsionar passageiros a velocidades de até 1,2 mil quilômetros por hora.

Segundo Page, o uso de aviões pode ser tão eficiente quando o projeto de Musk. O problema é que os aeroportos precisam ser melhores.

Estas propostas mirabolantes de Page fazem parte de uma iniciativa da empresa de Mountain View, chamada Google 2.0. Agora resta saber se isso realmente vai dar em algo ou se é mais uma das pirações da companhia.

Vale lembrar que nos últimos anos a empresa investiu em diversas pesquisas para novos produtos e soluções, embora o core business da companhia nunca deixou de ser os anúncios. Este segmento representou a maior parte dos US$ 59,8 bilhões de receita da empresa em 2013.

Entre as novidades tecnológicas desenvolvidas pelo Google estiveram o projeto Loon, de balões para levar conectividade à internet em regiões menos favorecidas; robôs, drones, e carros guiados por computadores também são outros projetos.

Ainda na lista de espera de muitos aficcionados por tecnologia, o Google Glass, wearable lançado no ano passado e que era tratado como um item futurista e revolucionário, continua restrito, sem previsão exata de quando chegará ao consumidor final.