T-Systems seguiu o exemplo da HPE e Microsoft.

A T-Systems, companhia de serviços de TI da Deusche Telekom, fechou um acordo com a gigante de automação industrial Eaton para colaborar no desenvolvimento de soluções de internet das coisas.

No molde de acordos similares já fechados pela Microsoft com a ABB e da HPE como a GE, a T-Systems entra no acordo com aplicações hospedadas na sua nuvem e a Eaton com o domínio sobre componentes de controle elétricos e industriais.

Com isso, a Eaton vai permitir aos fabricantes de máquinas, por exemplo, monitorar e fazer a manutenção preditiva de sistemas completos diretamente a partir da nuvem, assim otimizar o controle, os custos de operação e a produtividade com o uso de análise de dados inteligente.

A Eaton é uma companhia de gerenciamento de energia com vendas de US$ 20,9 bilhões em 2015. 

O trabalho já está acontecendo em clientes piloto não revelados pelas parceiras. Pelo que o texto da nota das empresas dá a entender, os clientes serão em um primeiro momento somente alemães, a partir do data center da T-Systems no país..

“Nós queremos levar às empresas de engenharia da Alemanha a tecnologia e os componentes necessários para conectar seus equipamentos via nuvem, assim como dar suporte para a implementação das soluções digitais de Indústria 4.0”, diz Wilfried Bauer, head de System Integration, Digital Solutions, Cloud e IoT da T-Systems.

Nada impede, no entanto, do acordo chegar logo ao Brasil, onde as duas empresas tem presença e setor industrial é mais necessitado ainda de parcerias sobre IoT.

A T-Systems investiu R$ 1 milhão na ampliação do seu centro em Blumenau, Santa Catarina, no qual projetava ter até o final do ano passado 700 profissionais atuando em áreas como desenvolvimento SAP, fábrica de software e suporte.

Santa Catarina, aliás, está no centro das discussões sobre o tema no país. Em agosto, a FIESC, em parceria com a Pollux Automation e a Embraco, lançou a Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII).

A entidade é inspirada no consórcio internacional (Consórcio de Internet Industrial - IIC) criado em 2014 nos Estados Unidos, com o mesmo fim, pela AT&T, IBM, GE e Intel.

A Pollux Automation, sediada em Joinville, é uma das duas empresas brasileiras presentes. O consórcio já conta com cerca de 250 associados de mais de 30 países.