Projeto da Trump Towers, no Rio de Janeiro. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O empresário norte-americano Donald Trump e a Caixa Econômica Federal, juntamente com outros sócios brasileiros e internacionais, anunciaram nesta terça-feira o Trump Towers Rio, um complexo de torres que promete ser o maior investimento em escritórios corporativos já realizados nos países que integram os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

O empreendimento é composto de cinco torres comerciais com 38 andares cada, em um terreno de 32 mil m² na avenida Francisco Bicalho. O valor estimado de todos os imóveis fica entre R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões.

Segundo destaca matéria do jornal O Globo, as duas primeiras torres devem ter as suas obras iniciadas no segundo semestre de 2013, com previsão de conclusão para antes dos Jogos Olímpicos de 2016.

As demais torres serão erguidas conforme a demanda do mercado.

O terreno escolhido, próximo à ponte Rio-Niterói, faz parte do projeto Porto Maravilha, que tem o objetivo de resgatar as áreas do centro e antigo porto da capital carioca.

A prefeitura do Rio adquiriu o terreno por R$ 135,3 milhões, repassando-o pelo mesmo valor para o Fundo Imobiliário da Caixa Econômica Federal, sócia da iniciativa, que controla a emissão de Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) no Porto.

Além do Grupo Trump e do Fundo Imobiliário da Caixa, a iniciativa conta com a MRP International, o Grupo Salamanca, a Even Construtora e Incorporadora como sócias.

LOCAL

O local escolhido para o projeto é vizinho ao terreno onde está sendo construída a futura Vila de Árbitros e de Mídia dos Jogos Olímpicos de 2016.

Após o evento esportivo, os imóveis serão ocupados por servidores públicos, que devem começar a adquirir unidades a partir do ano que vem pelo programa de carta de créditos da prefeitura.

TRUMP

Em gravação mostrada em telão durante o anúncio, o milionário Trump mostrou confiança na iniciativa.

"Tenho muita fé no projeto. Para nós, investir no Rio de Janeiro e no Brasil será algo fantástico", observou o magnata, que não figura mais nas listas dos maiores fortunas do mundo, mas ainda se mantém como um dos homens ricos mais famosos.

Trump revelou que o grupo também está interessado em investir no setor de hóteis de luxo das cidades do Rio e São Paulo e afirmou que já está sondando o mercado na capital carioca.

No entanto, o empresário, que possui hotéis de sua rede Trump Plaza em diversas grandes cidades do mundo, não revelou se vai inaugurar filiais no Rio de Janeiro.