Cápsula do sistema é parecida com um trem. Foto: divulgação.

A Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT), startup americana de pesquisa sobre a tecnologia, acaba de assinar um acordo com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul para estudo de viabilidade para um transporte de altíssima velocidade na rota Porto Alegre-Serra Gaúcha.

O trajeto a ser estudado vai até a cidade de Caxias do Sul, a segunda mais populosa do estado. Com 129 quilômetros, esse caminho é percorrido em cerca de 1h40 de carro e, com a tecnologia, o tempo pode ser reduzido para algo em torno de 12 minutos.

Com velocidade de até 1,2 mil quilômetros por hora, o sistema Hyperloop consiste em uma cápsula parecida com um trem, que é colocada em um tubo despressurizado, com o ar removido para eliminar a resistência, e se desloca por levitação magnética — podendo transportar passageiros e cargas.

“Pode parecer que o acordo que nós estamos assinando aqui hoje seja excessivamente futurista, mas o que nós pretendemos é justamente cogitar essa possibilidade, analisar a viabilidade e, assim, lançar a primeira ideia para que possamos, quem sabe adiante, confirmar as condições de viabilizar o projeto”, explica Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Com o estudo, que tem expectativa de duração de quatro a cinco meses e contará com o apoio da Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), será possível projetar com mais clareza questões como o tempo de duração da viagem e os custos para a construção da linha.

Segundo Dirk Ahlborn, fundador e presidente da HyperloopTT, o transporte é alimentado por luz solar, tem baixo custo operacional e pode até ser lucrativo.

“O Brasil tem um grande potencial, é um dos países que mais vai ter benefício com essa tecnologia. A serra gaúcha é o polo turístico mais importante do Rio Grande do Sul, além de abrigar algumas das maiores empresas do Brasil”, destaca o executivo.

Este estudo será o primeiro para um sistema Hyperloop na América Latina e a tecnologia é tão recente que a companhia ainda está se preparando para construir sua primeira linha comercial, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

O conceito de Hyperloop foi apresentado pela primeira vez em 2013 por Elon Musk, com uma equipe conjunta da Tesla e da SpaceX.

Musk abriu os seus projetos sobre o assunto, dando início a uma série de startups focadas em realizar o projeto, entre elas a HyperloopTT, que hoje tem 800 profissionais, em cinco continentes, trabalhando na iniciativa.

Com sede em Los Angeles, nos Estados Unidos, a HyperloopTT possui escritórios em Barcelona (Espanha), Toulouse (França), Dubai (Emirados Árabes) e São Paulo. A empresa conta com 40 corporações e universidades parceiras.