Sinal vermelho para os apagões. Foto: reprodução.

Tamanho da fonte: -A+A

Para dar um jeito no caos do trânsito provocado pelas quedas de luz toda vez que uma forte chuva atinge a capital paulista, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad anunciou o plano de instalar no-breaks nos semáforos da cidade.

De acordo com o Tecnoblog, Haddad falou sobre a possibilidade na tarde desta terça-feira, 19. Segundo ele, o projeto não será barato, custando aos cofres públicos cerca de R$ 100 milhões.

Para o prefeito, o projeto é um avanço para a rede de semáforos da cidade, que atualmente está "muito ruim, precária e muito problemática". Em dias de chuva, dezenas de semáforos ficam apagados, causando congestionamentos e acidentes.

Conforme divulgado pela Companhia de Engenharia de Tráfego, órgão responsável por monitorar as vias de São Paulo, foi prevista a instalação de 200 no-breaks, mas somente 20 foram de fato para a rua.

A instalação dos no-breaks faz parte do projeto mais amplo de revitalização da rede de semáforos. Ainda segundo o prefeito, o edital para contratação dos equipamentos não ocorreu até agora porque precisar passar primeiro por avaliação de técnicos.

Porto Alegre também passa por situações semelhantes. Com cerca de 400 semáforos nas ruas da cidade, muitos deles acabam sofrendo com as quedas de energia e ficam fora do ar, inclusive em vias importantes.

Em 2010, um projeto lançado pela prefeitura acenou a possibilidade do uso de no breaks para eliminar o problema, mas não foi adiante, ficando apenas em testes em poucas vias da capital.