Capitalizada na bolsa, Locaweb está comprando todo mundo. Foto: Cauê Diniz/B3/Divulgação.

A Locaweb comprou a fintech de crédito para pequenas e médias empresas Credisfera e a plataforma de e-commerce Dooca por um valor conjunto de R$ 53,1 milhões.

As duas adquiridas custaram quase a mesma coisa: a Locaweb pagou R$ 26,6 milhões pela Credisfera e R$ 26,5 milhões pela Dooca. Os donos receberam ainda valores por metas batidas, que não foram revelados pela Locaweb.

A Credisfera foi fundada em 2015 em São Paulo, por empreendedores com experiência em grandes organizações do setor financeiro como Itaú, Unicard, Banco Real, Unibanco AIG Seguros, entre outras.

Entrar no segmento financeiro é um movimento novo para a Locaweb, que está aderindo a uma tendência entre players de tecnologia de capitalizar a movimentação financeira dos seus clientes.

“Temos uma base de mais de 400 mil empresas, muitas que já vendem online e precisam de crédito para evoluírem os seus negócios. Como temos bastante conhecimento e previsibilidade dessa base, teremos condições de oferecer empréstimos com taxas extremamente competitivas, de forma simples e integrada”,  resume  Rafael Chamas, CFO e Diretor de Relações com Investidores da Locaweb.

Já a Dooca, fundada em 2015,  em Novo Hamburgo, na região metropolitana de Porto Alegre, tem receita recorrente de R$ 6,5 milhões. Em 2020, um ano excelente para o comércio eletrônico, a empresa aumentou o faturamento quase sete vezes.

A compra segue a linha mais tradicional da Locaweb de reforçar sua oferta voltada para comércio eletrônico, na qual a empresa vem fazendo compras em série nos últimos anos.

O portfólio inclui hoje a solução de pagamentos Yapay, as integrações de marketplace da Ideris, as soluções de logística com o Melhor Envio, as APIs de pagamentos recorrentes da Vindi e soluções de marketing digital com a Social Miner e All In.

Com as duas novas compras, a Locaweb totaliza oito aquisições depois de abrir capital na bolsa em fevereiro de 2020.

A maior delas foi a da Vindi, uma empresa de software as a service (SaaS) que processa e faz a gestão de pagamentos recorrentes com clientes como Exame, Empiricus e Resultados Digitais, por R$ 180 milhões.

Muitas outras compras devem vir pela frente. 

Em fevereiro de 2020, a Locaweb revelou que tinha uma lista de compras com 107 empresas e já está em conversas com 36 delas para fechar possíveis fusões e aquisições.

Fundada no final dos anos 90 pelos primos Gilberto Mautner e Claudio Gora, a Locaweb tem 60% da sua receita vinda de hospedagem de sites, mercado no qual é líder no país com 21,6% de share, bem à frente do segundo player, a Hostgator, com 8%; e do UOL, com 6,6%.

A companhia fechou 2019 com um faturamento de R$ 385,7 milhões, uma alta de 22,5% frente aos resultados do ano anterior. O lucro líquido ajustado foi de R$ 28,2 milhões, uma alta de 48,4%.

O segmento de e-commerce teve o melhor desempenho, com uma alta de 46,5% no faturamento.

No total, a Locaweb possui mais de 1,5 mil funcionários, quase 400 mil clientes e 19 mil desenvolvedores parceiros.