Blackstone sai. Michael Dell gosta. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O grupo Blackstone se retirou do páreo para a compra da Dell, liberando o caminho para o fundador Michael Dell e a empresa norte-americana Silver Lake para fechar a compra da fabricante, em negócio estimado em US$ 24 bilhões.

Segundo a Reuters, a Blackstone tirou o seu cavalo do páreo apenas um mês após ter entrado na corrida, fazendo uma oferta rival à tentativa de Dell para reaver o controle acionário da empresa e fechar seu capital.

Segundo fontes ligadas à transação, a Blackstone saiu da disputa por conta das graves quedas - cerca de 14% - nas vendas ne PCs no primeiro trimestres. Além disso, a projeção de lucro da Dell para o novo ano fiscal não animou.

Segundo a administração da Dell, terceira maior fabricante de PCs do mundo, foi estimada uma queda no lucro operacional de 3,7 bilhões para 3 bilhões neste ano fiscal, disse uma das fontes.

Mesmo com a saída da Blackstone, considerada a maior rival da Silver Lake na disputa pelas ações, o investidor Carl Icahn, que assumiu uma participação significativa na empresa e se opõe à aquisição por Michael Dell, se mantem com oferta para a empresa.

Icahn propôs pagar 15 dólares por ação por 58 por cento da Dell, enquanto a Blackstone havia indicado que poderia pagar mais de 14,25 dólares por ação por toda a empresa.

A Silver Lake propõe 13,65 dólares por ação, numa oferta toda em dinheiro que fecharia o capital da Dell.

Segundo analistas, as chances de Icahn são menores do que as da Blackstone, mas o acordo de Dell com a Silver Lake ainda enfrenta oposição de acionistas, incluindo a Southeastern Asset Management, que detém 8,4% da Dell.