SAÚDE

Life Capital busca healthtechs para investir

19/04/2021 09:44

O objetivo é apostar em quatro startups neste ano, com cheques de até R$ 1 milhão.

Sócios da Life Capital. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Life Capital, gestora de venture capital recém fundada em Curitiba, está buscando quatro startups de saúde e bem-estar para investir na fase pré-seed com cheques de até R$ 1 milhão, todos em 2021.

Nos planos de investimento, estão soluções de atenção primária, SaaS, analytics, blockchain e inovações em cuidados com a saúde, além de startups de wellness, que ajudem as pessoas a terem uma vida mais saudável.

Os principais pontos analisados serão: mercado em crescimento acima de R$ 4 bilhões, time de fundadores e proposta de valor na resolução dos problemas propostos.

As startups que se encaixam na tese da Life Capital devem enviar o seu investor deck para o e-mail startups@lifecapital.vc.

Criada em 2020, a Life Capital fez seu piloto no ano passado, entrevistando startups indicadas por aceleradoras e fundos parceiros de venture capital para coinvestimentos. A gestora tem como sócios Alexandre Berger, Ana Luísa Seleme, Giovanni Tecchio e Jorge Buczek.

Berger liderou por 15 anos o Grupo Implus, gestor de ambulatórios corporativos recém adquirido pelo Grupo 3778, do qual o executivo agora faz parte do conselho.

Seleme é sócia da MedH, empresa curitibana de soluções em dados na área da saúde, pesquisadora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná e já atuou em organizações como Paraná Clínicas e Hospital Universitário de Curitiba.

Tecchio é sócio da Valoo Business Growth & Financing, além de ser cofundador e COO da startup de fotos impressas Pym. O executivo também passou por empresas como Beauty Date, O Boticário e Bosch.

Buczek também é sócio da Valoo e foi CMO do Beauty Date, além de ter fundado a Agência 110 Marketing Digital e ter sido cofundador da startup TagBox.

Segundo a empresa, o objetivo principal é usar as competências complementares dos seus fundadores, colher os primeiros resultados e, depois, criar um fundo maior usando dessa característica de verticalizar a preferência de aportes para um setor em específico.

Recentemente, a gestora firmou um termo de cooperação para investimentos em startups da área da saúde com a Hotmilk, ecossistema de inovação da PUCPR que acelera startups e incuba 42 duas delas em seu programa.

A Hotmilk tem um programa de inovação voltado para a área da saúde (HiPUC), no qual a Life Capital teve sua participação em dezembro do ano passado.

Veja também

HEALTHTECH
Beep Saúde recebe aporte de R$ 110 milhões

Rodada série B foi liderada pelo fundo norte-americano Valor Capital Group.

FACILITIES
Nutrisaude adota CRM da SMark

A expectativa é de que a empresa utilize 100% das funcionalidades até a metade de 2021.

INVESTIMENTO
Assina Saúde recebe aporte de R$ 8 milhões

Com sua primeira rodada de investimentos, a empresa planeja ampliar o time e investir em inteligência artificial.

CONTRATAÇÃO
Conexa Saúde anuncia novo CFO

Com experiência anterior no cargo, Humberto Machado irá ajudar a companhia a se consolidar como maior player de saúde digital no país.

TELEMEDICINA
ViBe Saúde recebe aporte de R$ 54 milhões

Rodada série A foi liderada por um grupo de investidores europeus com participação de acionistas. 

FINANCEIRO
Ex-Gerdau é CFO do Qsaúde

Depois de carreira na multinacional, Renan Pinto veio dos Estados Unidos para assumir na startup.

PANDEMIA
São Paulo confirma dois casos da nova variante do coronavírus

Identificada inicialmente no Reino Unido, ela pode ser entre 50% e 74% mais transmissível.

COVID-19
Vacina russa no Paraná: acordo não saiu do papel

A cooperação foi assinada em agosto e os testes começariam em outubro.

FALHA
Nova exposição de dados no Ministério da Saúde

Desta vez, credenciais de sistema estavam expostas na função “inspecionar elemento” dos navegadores.

ESTRAGO
Vazamento expõe dados de quem fez teste da Covid-19

Funcionário do Einstein teria publicado senhas que dão acesso a informações de 16 milhões de brasileiros.