Renato Barbieri, diretor de Canais de PPS da HP Brasil. Foto: divulgação.

A HP lança no Brasil a BlueCarpet, plataforma para canais em formato de programa de milhas, com a qual a multi projeta incrementar o projeto ParterOne, voltado a parceiros de venda de sua divisão de imagem, impressão e computação pessoal (da sigla em inglês PPS).

Disponível inicialmente para participantes do programa PartnerOne categorias Preferred e Specialist, a BlueCarpet também atingirá os revendedores e distribuidores do nível  Business até o final do ano, contemplando todas as 250 revendas e 20 parceiros distribuidores atuais.

Funciona assim: quanto mais os vendedores fecham negócios, mais pontos acumulam para trocar por produtos ou vale-compras da HP.

A BlueCarpet, que já existe há um ano nos Estados Unidos e Canadá, fornece créditos para o canal, de acordo com as vendas mensais, e estes repassam a seus vendedores, que podem resgatar pontos de acordo com seu desempenho.

As recompensas, cujo número de pontos varia de acordo com a linha de produtos e não o modelo vendido, são disponibilizadas automaticamente na conta do vendedor, e podem chegar até R$ 40 por item vendido.

A expectativa é atingir cerca de sete mil usuários até final deste ano.

“Mais de 70% de nossos negócios são gerados com a participação do canal”, comenta Renato Barbieri, diretor de Canais de PPS da HP Brasil.

A chegada do programa de benefícios ao Brasil incrementa a estratégia de fortalecimento dos canais qua a HP vem traçando desde o fim de 2012, quando lançou o ServiceOne, voltado a revendas da área de Technology Services (TS) da companhia.

O proleto elevou os canais da venda à entrega total de serviços antes exclusivamente prestados pela fabricante e, na largada local, dos 56 VARs da HP no país, 26 aderiram.

Para tanto, foi preciso treinar 1,7 mil colaboradores dos canais ao longo de 2012, e também garantir atendimento a requisitos como ter pelo menos dois profissionais com três certificações por parceiro: níveis 1 e 2 da HP Sales Certified Support Services, mais a HP Advanced Sales Certified Professional Services.

Tudo conflui para o plano máster da HP, que migra do modelo de “global accounts”, com atendimento direto a clientes da categoria Enterprise, para uma entrega 100% via canal.

O total ainda não foi atingido, mas das 13 global accounts que a HP tinha no Brasil até agosto de 2012, o número caiu para quatro no fim do ano.

“O Gartner prevê que o mercado de Technology Services cresça 5% em 2013, enquanto nossa previsão é crescer o dobro disso e, a partir de 2014, acima disso”, ressalta Leonardo Rangel, gerente de Canais e Alianças de Serviços da área de Technology Services (TS) da HP Brasil.