Com cerca de 100 mil associados, o Transmontano tem um hospital próprio e 10 filiais. Foto: Pexels.

O Grupo Trasmontano, operadora de saúde de São Paulo, modificou seu plano de recuperação de desastre. A empresa contratou a Arcserve para duplicação com foco em ambiente externo.

O sistema adotado foi Arcserve UDP, que possibilitou uma redução de custos e menor tempo para a restauração das informações e das aplicações ou serviços.

Anteriormente, o plano de recuperação de desastre não apresentava um tempo satisfatório para o retorno da operação. Entre os problemas imediatos estavam o fornecimento de suporte adequado aos clientes internos e externos, a criação de métricas para balizamento nas tomadas de decisões e a customização de ambientes para os clientes.

Hoje, a solução Arcserve UDP é utilizada no Grupo na forma de appliance em pontos geográficos distintos com mais de dois quilômetros, protegendo 38 servidores. O sistema faz o backup de um volume de dez terabytes e preserva aplicações críticas como o banco de dados (SQL Server), diversas aplicações e também o portal da organização.

“Falando de uma forma mais específica, entre os motivos da escolha do Arcserve UDP Appliance estão a atualização de software e a economia em discos pela arquitetura de gravação. Hoje, com a implementação da nova ferramenta, é possível fazer a recuperação dos dados em três horas, no máximo”, detalha Octavio Cazonato Neto, gerente de TI do Trasmontano.

Com cerca de 100 mil associados, o Transmontano tem um hospital próprio e 10 filiais. A organização conta com uma equipe de mais de 400 funcionários e um faturamento mensal da ordem de R$ 40 milhões.