Oracle vinha atravessando má fase.

Tamanho da fonte: -A+A

A Oracle quebrou uma série de três resultados trimestrais abaixo das expectativas, anunciando nesta   quarta-feira, 18, um aumento de receita líquida de 2% no trimestre, na comparação com igual período de 2012, para US$ 9,27 bilhões. 

O resultado ficou um pouco acima do esperado por analistas, que apontavam para US$ 9,2 bilhões.

O lucro líquido, no entanto, recuou 1% no somando US$ 2,55 bilhões.

O faturamento com novas licenças de software e assinaturas em nuvem ficou estável em US$ 2,38 bilhões, enquanto as atualizações de licenças e suportes a produtos renderam US$ 4,52 bilhões à companhia, alta de 6% ante um ano antes. 

Na mesma base de comparação, o faturamento com hardware ficou estável em US$ 1,32 bilhão. Os resultados dessa área tem sido um problema para a Oracle desde a aquisição da Sun, quatro anos atrás.

A receita com serviços caiu 6%, para US$ 1,06 bilhão.

As despesas operacionais da empresa subiram 4%, para US$ 5,87 bilhões, levando o lucro operacional a recuar 2%, para US$ 3,41 bilhões.

As ações da companhia subiam 0,75% às 19h15 (horário de Brasília), no pós-fechamento da Bolsa de Nova York. Os papéis eram cotados a US$ 34,72.