Jerry Kennelly. Foto: divulgação.

A Riverbed Technology, multinacional de soluções de infraestrutura para desempenho de aplicações, anunciou a compra da alemã Ocedo, fornecedora de soluções de rede definida por software e SD-WAN (WAN definida por software).

Com a transação, de valor não aberto, a Riverbed quer acelerar seu desenvolvimento de soluções para SDN, assim como sua iniciativa do Projeto Tiger, iniciativa que compreende um conjunto de soluções SD-WAN com gerenciamento cloud e softwares dedicados.

A Ocedo tem como expertise soluções de rede para empresas com filiais, com um portfólio de produtos que inclui gateways seguros, pontos de acesso wireless e switches, assim como gerenciamento de nuvem e controle de dispositivos remotos e serviços de rede.

Com a fusão com a Ocedo, a Riverbed planeja lançar uma solução inicial SD-WAN no primeiro trimestre de 2016 para complementar e expandir sua plataforma de performance de aplicações.

Soluções SD-WAN agilizam e simplificam a forma como as WANs híbridas são implantadas e gerenciadas, permitindo que a equipe de TI possibilite a entrega rápida e segura de aplicações hospedadas localmente ou na nuvem pública com maior agilidade e facilidade.

O mercado de SD-WAN deverá crescer significativamente nos próximos anos. De acordo com o Gartner, até o final de 2019, 30% das empresas vão utilizar produtos SD-WAN em suas filiais, contra menos de 1% atualmente.

Para Jerry Kennelly, CEO da Riverbed, a Ocedo é uma aquisição poderosa e estratégica, com soluções em redes definidas por software que complementam perfeitamente os investimentos estratégicos em Pesquisa e Desenvolvimento.

"Estamos expandindo nossa posição de competir agressivamente nos mercados emergentes de redes definidas por software e SD-WAN”, afirma Kennelly.

Um dos diversos players dispostos a destronar a líder Cisco no mercado de redes, a Riverbed vem apostando em aquisições para recuperar o fôlego no segmento, no qual registrou crescimento abaixo do esperado nos últimos anos, na casa dos 6% ao ano. O faturamento da empresa é de aproximadamente US$ 1,2 bilhão/ano.

O mercado de SDN, por sua vez, tem previsão de atingir picos de 192% de crescimento por ano, segundo o Gartner, e a Riverbed não pretende ficar de fora desta festa.

Com o hype em torno das redes definidas por software, empresas de equipamentos de redes estão passando por apertos e a Riverbed não é a líder de mercado como a Cisco ou tem o cacife tecnológico da Arista.

Atualmente, o Brasil representa cerca de 3% do faturamento global da empresa. São mais de 100 canais espalhados pelo país, atendendo a clientes como Rede Brasil e Paquetá.