O Aché Laboratórios adquiriu um módulo da solução Rhentamed. Foto: Divulgação.

O Aché Laboratórios adquiriu o módulo de Planejamento de Amostras Grátis e Material Promocional da solução Rhentamed, desenvolvida pela Rheims, empresa do grupo Keyrus

O produto foi lançado no ano passado com o objetivo de reduzir os custos com a distribuição de amostras grátis e material promocional, ajudando os laboratórios farmacêuticos a aumentar a prescrição de seus medicamentos. 

“Sabemos que, independente do setor de atuação, é extremamente importante a constante atualização e, por isso, optamos por adquirir este módulo do Rhentamed, da Keyrus, para ter uma melhoria considerável no processo de gestão de amostras grátis”, afirma a gerente de Serviços de Marketing do Aché Laboratórios, Amanda Moraes. 

O Aché conta com 2,5 mil representantes em todo o Brasil e a implantação planejou a distribuição de amostras grátis e material promocional para 2017. 

“A Keyrus acredita que este módulo da Rhentamed permite aos laboratórios obterem uma redução de custos anual de no mínimo 15%, dependendo do número de representantes”, destaca o CEO da Keyrus do Brasil, Javier Riera.

O produto Rhentamed possui módulos nas áreas de premiação do propagandista, planejamento de demanda, segmentação e classificação, gestão de eventos e treinamentos, planejamentos de amostras e material promocional, geração de pedidos, entre outras. 

Presente em 15 países, em 4 continentes, o Grupo Keyrus possui mais de 2,3 mil funcionários.

Em 2016, o Aché divulgou a meta de investir R$ 80 milhões na ampliação das suas operações, com fábricas em Guarulhos, Santo Amaro,  Anápolis e uma operação recentemente adquirida em Londrina.

Ao longo do ano, a empresa apresentou diversos projetos envolvendo tecnologia.

No início do ano, a companhia finalizou a migração de parte de seus bancos de dados da Oracle para a plataforma em memória Hana como parte de um upgrade nos sistemas de gestão SAP da companhia. 

Já em maio, a Aché migrou 4,5 mil contas de e-mail para o Office 365, em um projeto realizado pela Brasoftware. Com a iniciativa, foram desativadas 2,5 mil contas do Exchange e outras 2 mil do UOL, usadas pelo time de vendas.

No final do primeiro semestre, a companhia trocou sua plataforma de mobilidade de Android para iOS com apoio da Navita, especialista em mobilidade corporativa.