Silvia Motta, diretora de estratégia e M&A da Movile. Foto: divulgação.

O Grupo Movile, que reúne marcas quentes como iFood, Wavy, PlayKids, Sympla, Zoop e MovilePay, anunciou a contratação de Silvia Motta para a posição de diretora de estratégia e M&A da companhia.

Motta vem da The Coca-Cola Company, onde era diretora de crescimento estratégico desde 2018. Anteriormente, a executiva foi co-fundadora e partner da Ventus Learning, além de ter sido diretora executiva da Eleva Educação.

Em seus 15 anos de experiência, também passou pelas empresas McKinsey & Company, Advent International e Banco BBM.

A profissional é engenheira elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e industrial pela École Central de Lyon, além de possuir MBA em administração e gestão empresarial pela Harvard Business School.

Na nova empresa, Motta pretende aplicar seu conhecimento de finanças corporativas, empreendedorismo e startups na atuação no Grupo Movile, ajudando a companhia no objetivo de impactar 1 bilhão de pessoas.

“Um dos meus desafios será desenvolver estratégias para que as investidas alcancem o máximo de seu potencial, especialmente em novas verticais que queremos explorar além das que já trabalhamos", conta a nova diretora de estratégia e M&A do Grupo Movile.

As expectativas em torno da Movile, fundada em 1998, são grandes. Em julho de 2018, a empresa recebeu um aporte de investidores de US$ 124 milhões, o maior da sua história.

O montante foi investido por dois de seus principais acionistas, os fundos Naspers Ventures e o brasileiro Innova Capital – este último mantido por Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil.

Em 2017, os dois fundos já tinham liderado duas rodadas de investimento na Movile: em junho, o aporte foi de US$ 53 milhões e, em dezembro, chegou a US$ 82 milhões. 

Somando as três rodadas, o valor representa quase 70% dos US$ 375 milhões já levantados pela Movile.

Os números não contam os aportes no iFood, que já recebeu US$ 591,9 milhões.