Feevale vai para nuvem do Office 365. Foto: divulgação.

A Universidade Feevale, instituição de ensino localizada em Novo Hamburgo, a 42 quilômetros de Porto Alegre, adotou o Office 365, pacote de aplicações da Microsoft em ambiente cloud.

A implementação, que começou em novembro do ano passado, foi realizada com a consultoria da portoalegrense Processor. O valor e duração do contrato não foram revelados.

O projeto foi realizado em duas fases. Segundo destaca Carlos Schwartzhaupt, gerente de TI da Feevale, a primeira fase consistiu na migração das contas dos aproximadamente 18 mil alunos da instituição para o Office 365.

"Antes as contas ficavam em um sistema de e-mail mantido pela TI da Feevale. Levamos cerca de de vinte dias para concluir esta migração", detalha o gerente.

Com a mudança, os alunos passaram de uma capacidade de armazenamento de 2GB para 50GB na nuvem da Microsoft, compartilhada entre e-mail e espaço para arquivos.

De acordo com o gerente, boa parte do valor das licenças dos alunos foi coberta pelo Student Advantage, iniciativa global da Microsoft, que subsidia a adoção do Office 365 para universidades e seus alunos.

Mesmo com o apoio da MS, a universidade colocou a mão no bolso para incluir recursos adicionais às contas do Office 365 de seus alunos. Eles podem instalar o pacote Office, incluindo aplicações como Word e Excel, em até cinco dispositivos pessoais por aluno.

"Com a disponibilização do Office 365 na nuvem, conseguimos atender a necessidade deles - acesso a seus arquivos e recursos de trabalho por qualquer dispositivo", comenta Schwartzhaupt.

A segunda fase do projeto, iniciada em março deste ano, envolve a implementação do Office 365 para as contas administrativas - professores, coordenadores e outros funcionários - da universidade.

"Esta segunda parte, que envolve cerca de oitocentas contas e a ativação de recursos que as contas dos alunos não possuem, deve ser concluída até o final do mês", afirmou o gerente.

A adoção do Office 365 para os funcionários se relaciona com outros investimentos que a universidade gaúcha fez recentemente em plataformas de colaboração. A empresa já é usuária do Lync, sistema de colaboração presencial da empresa de Redmond.

Além disso, em 2013 a Feevale investiu na adoção do software de educação à distância Blackboard, substituindo o Moodle.

Com matriz em Porto Alegre, a Processor tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Joinville, Londrina, Chapecó e Belo Horizonte, além de operações no Chile, Colômbia e escritórios comerciais na Argentina e Estados Unidos.

O grupo foi eleito pela Microsoft o Parceiro do Ano no Brasil – 2013. O portfólio inclui consultoria, outsourcing, ERP, suporte, serviços técnicos, aplicações (BI, BPM, portais), segurança e CRM.