Rio do Sul leva sua gestão para a nuvem. Foto: divulgação.

A IPM Informática, integradora catarinense especializada em sistemas para gestão pública, uniu forças com a QI Network, parceira da Google no Brasil, para implementar um sistema de gestão em nuvem para o município de Rio do Sul, na região do Vale do Itajaí.

Com a parceria, firmada em fevereiro desde ano, as companhias estão levando para a nuvem o software de gestão da IPM, o Atende.Net, integrando-o com as soluções corporativas do Google Apps for Work.

De acordo com as duas companhias, o projeto é o primeiro em que uma prefeitura leva suas aplicações de gestão para a nuvem do Google. 

A operação faz parte de um pacote de inclusão digital de R$ 4,5 milhões, lançado pela prefeitura de Rio do Sul em fevereiro deste ano. O financiamento é via Programa de Modernização da Administração Tributária e Gestão de Setores Sociais Básicos (PMAT) do BNDES.

As adaptações de sistema envolvem o uso de todas as plataformas corporativas pelos funcionários públicos e colaboradores da prefeitura de Rio do Sul com um só login, incluindo e-mails. Informações de setores como Recursos Humanos, Compras, Licitações e Administração passarão pela integração. 

“Estamos em uma etapa de análise e levantamento de requisitos, o que compete a cada empresa e logo iniciaremos o desenvolvimento para a integração. É um processo inovador e extremamente benéfico aos servidores municipais e a comunidade”, diz Fernando Bastos, assessor especial de TI da prefeitura de Rio do Sul.

As ferramentas do Google for Education, compostas por aplicativos pedagógicos, também serão disponibilizadas na Rede Municipal de Ensino do município.

Conforme explica o gerente do Núcleo de Tecnologia e Pesquisa da empresa, Cléber Nardelli, a solução tecnológica dá suporte a diversas funcionalidades como o cadastro único do cidadão para todos os setores do município e o autoatendimento via internet.

“A tecnologia empregada no desenvolvimento de uma solução web deve ser mais robusta para ser operacionalizada nas prefeituras através de cloud computing. Ao conseguirmos atingir este objetivo, naturalmente vislumbramos uma série de ferramentas que podem ser integradas ao Atende.Net, como é o caso do Google Apps” diz Nardelli.

 Sediada em Florianópolis, a IPM não abre faturamento, apenas que cresce em média 30% ao ano, tem cerca de 300 funcionários e cerca de 300 prefeituras e órgãos públicos atendidos.