Geraldo Guazzelli, diretor geral da Arbor no Brasil. Foto: Divulgação.

A Arbor Networks, divisão de segurança da Netscout, foi escolhida pelo Banco Original para fornecer os sistemas que protegem a rede da instituição contra ataques DDoS (Distributed Denial of Service).

Por atuar de forma totalmente digital, o que é raro no caso de instituições financeiras, o Banco Original tem na disponibilidade da rede um fator ainda mais crucial para os negócios. A empresa iniciou sua operação via app em março deste ano.

O banco faz parte da holding J&F Investimentos, que controla empresas como a JBS, e foi idealizado por Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central.

A solução APS da Arbor é focada em proteger o perímetro da rede de ameaças à disponibilidade, especialmente no que toca a ataques de negação de serviço dirigidos à camada de aplicações. 

Projetado especialmente para atender ao mercado de grandes empresas, o Arbor APS é capaz de identificar e mitigar esses ataques e conta com recursos que a empresa considera de fácil configuração, mesmo durante ataques.  

A implementação da solução foi realizada pela Multirede Informática, que acompanhou o projeto do Original desde o início. 

“Os ataques DDoS vêm crescendo em tamanho, frequência e complexidade, tendo como alvos preferenciais alguns setores como o de serviços financeiros, jogos e e-commerce. As soluções anti-DDoS da Arbor vêm sendo adotadas no Brasil e no mundo inteiro para proteger redes com as maiores exigências de segurança”, afirma Geraldo Guazzelli, diretor geral da Arbor no Brasil.

Para atender às normas da legislação brasileira, o Original desenvolveu sua própria plataforma – um projeto que durou três anos, com investimentos da ordem de R$ 600 milhões.

O Banco Central faz uma série de exigências em relação ao cadastro de clientes de bancos por questões de segurança. Assim, ao fazer o cadastro no Original, o cliente precisa diversas fotos para reconhecimento, além da documentação e de uma assinatura que pode ser feita digitalmente. 

“Somos um banco totalmente digital, para dentro e para fora. No relacionamento com o cliente, em que não exigimos sua presença física nem mesmo para a abertura de conta, o importante é que ele seja atendido a qualquer momento, onde estiver e da forma como quiser interagir, com a maior agilidade e transparência possíveis”, observa o CIO do banco, Wanderley Baccalá.

O portfólio da instituição inclui, além de todos os serviços de um banco comum, transações por comando de voz, depósitos de cheque por imagem e uma ferramenta de gestão financeira que categoriza os gastos.

Os saques de dinheiro podem ser realizados pelos clientes em caixas eletrônicos da rede 24 Horas.

Para criar uma conta no Banco Original é preciso ter renda mensal a partir de R$ 4 mil, pois a empresa trabalha com cartões de crédito das bandeiras MasterCard Platinum e Black.

O banco tem a meta de alcançar 100 mil clientes no primeiro ano de atuação. Em dez anos, a empresa espera alcançar dois milhões de usuários. O Banco Original tem patrimônio líquido de R$ 2,2 bilhões e R$ 6,6 bilhões em ativos.