Os clientes que compram um iPhone novo na iPlace podem vender celulares usados na Trocafone. Foto: Pixabay.

A Trocafone, startup brasileira especializada no recomércio de smartphones e tablets usados, acaba de fechar parceria com a iPlace, maior Apple Premium Reseller da América Latina, pertencente ao Grupo Herval. 

Os clientes das revendas que comprarem um iPhone novo poderão optar por vender seus celulares usados diretamente na plataforma e ganhar bônus para abater do valor total da sua nova aquisição. 

Baseada no programa Upgrade, no qual o cliente da iPlace é estimulado a trocar seu celular para uma nova versão, a parceria entre as empresas foca nos clientes Apple que buscam sempre a versão mais recente do aparelho. 

Ao adquirir os aparelhos seminovos direto da revenda, a Trocafone prevê mais qualidade nos modelos comprados, um aumento do estoque e crescimento de até 40% nas vendas.

“A iPlace é a principal revenda da Apple na América Latina, o que nos garante uma parceria segura e nos abre mercado para outras parcerias similares à essa. Hoje, os produtos Apple passaram a ser um objeto de desejo das pessoas, não só no Brasil, mas no mundo todo. Essa união é vantagem também aos consumidores que conseguem vender seus aparelhos usados por um valor mais interessante”, destaca Guille Freire, CEO da Trocafone.

Em 2015, a Trocafone faturou R$ 40 milhões. Para 2016, a expectativa é chegar a R$ 240 milhões em receita. 

Desde a fundação da startup, em 2014, foram comercializados 50 mil aparelhos, sendo uma média de 7 mil por mês. A expectativa é que até o fim do ano sejam comercializados 150 mil aparelhos. O valor médio dos aparelhos para compra é de R$ 500 e de R$ 700 para venda, na média.

Em dois anos, a empresa recebeu três aportes financeiros que totalizam R$ 32 milhões. A startup foi criada por dois argentinos, que decidiram abrir o negócio primeiro no Brasil por conta do potencial do mercado local.

No final do ano passado, a Trocafone abriu na Argentina e, para o início de 2017, projeta estar na Colômbia, Peru e Chile, com um investimento de R$ 40 milhões.

Além do programa Upgrade, a iPlace conta com consórcios para a aquisição de produtos da Apple. No final do ano passado, A rede, que já conta com 100 lojas em shoppings pelo país,  firmou uma parceria com a HS Consórcios, outra divisão do grupo Herval, para a oferta de cartas de crédito para a compra de dispositivos da Apple.