Bernardo de Pádua.

A Quero Educação, empresa de São José dos Campos que desenvolve soluções para conectar alunos e instituições de ensino, foi uma das 20 participantes em um aporte de US$ 4 milhões na Lambda School,  uma startup do Vale do Silício com uma abordagem diferente de financiamento de educação.

A Lambda oferece treinamento em tecnologia sem custo para o aluno, que assume o compromisso de pagar uma parte do seu futuro salário para a companhia, caso arrume um emprego pagando mais de US$ 50 mil por ano.

Uma das principais funcionalidades do Quero Educação é justamente a comparação entre os programas de bolsas de estudos das diferentes instituições de ensino. 

“O modelo de negócios da Lambda é original. Acreditamos que ele possa ser adaptado ao mercado brasileiro no futuro", afirma Bernardo de Pádua, CEO da Quero Educação.

A Lambda School foi apresentada a Pádua em um DemoDay da Y Combinator, aceleradora americana que fez o seu primeiro investimento em uma empresa brasileira justamente na Quero Educação, em 2016 (no ano seguinte a companhia levou um aporte do 500 Startups, outro fundo com grife).

No Brasil, a Quero Educação já investe em outras três organizações, todas ligadas à Educação: Kuadro, Melhor Escola e Alumia. 

"Nossa ambição é tornar a Quero Educação a maior empresa de educação do país e isso quer dizer investir para criar um melhor ambiente de negócios no setor”, resume Pádua.

A Quero Educação compara preços e bolsas de estudo em mais de 1300 instituições parceiras. 

Fundada em 2012 na cidade de São José dos Campos, já ajudou a matricular mais de 300 mil estudantes no ensino superior.