Porto Alegre é o novo lar da Jiva. foto: flickr.com/photos/guitavares/2506411014

A Jiva, empresa mineira especializada em soluções de gestão para pequenas empresas, acaba de inaugurar uma franquia em Porto Alegre.

A operação está sob o comando de Elisangela Puhl, que, até setembro do ano passado, foi executiva de relacionamento com o mercado da Promob, empresa de softwares de design e gestão focadas no setor moveleiro sediada em Caxias do Sul.

Elisangela foi também uma das fundadoras e gerente de contas da Sankhya, marca para empresas de maior porte que pertence ao mesmo grupo da Jiva. A abertura aconteceu em outubro do ano passado em Caxias do Sul. 

“Há um mercado muito bom aqui, principalmente nos setores de atacado/distribuidor e varejo”, afirma Elisangela. A empresa larga com 15 clientes e pretende agregar mais cinco até o final do ano.

Elisangela é a única sócia da nova franquia da Jiva, que tem 22 operações do tipo espalhadas pelo Brasil e registrou um crescimento de 33% em 2014, atingindo um faturamento de R$ 14 milhões. A base de clientes é de 2 mil empresas.

O investimento por franquia é de aproximadamente R$ 80 mil, entre taxa de adesão e custos com instalação, mais cerca de R$ 70 mil para capital de giro, com previsão de ROI de até 24 meses.

Criada em 2006, a Jiva é a irmã menor da Sankhya, que já tem 26 anos de mercado, 21 unidades no Brasil e projetava um faturamento de R$ 65 milhões em 2014.

Juntas, Shankya e Jiva (caso você esteja se perguntando, os nomes são em sânscrito e definem um sistema filosófico desenvolvido concomitantemente com a yoga e para a essência imortal de todos os seres, respectivamente) formam um player significativo na base do mercado de ERP, ainda muito fragmentada no país.

Dados de uma pesquisa anual da FGV sobre o mercado de sistemas de gestão no país mostram que no segmento de empresas menores, com até 170 teclados, a Totvs lidera com 52% frente a 9% de SAP e Oracle e um número importante de outros, com 30%.