AdopTI reforçou a parceria com a SAP.

A AdopTI, parceira SAP sediada em Ribeirão Preto, no interior paulista, acaba de ser autorizada pela multinacional alemã a vender as licenças dos seus softwares, junto com os serviços de implementação.

A empresa tem colocado suas fichas na parceira com a SAP, tendo feito no ano passado um investimento de R$ 3 milhões com a criação de um centro focado em tecnologia da SAP e na reestruturação da oferta.

“Estamos orgulhosos pela confiança da SAP ao nos qualificar e ampliar nossa parceria. Realizamos investimentos para levar ao mercado um nível de excelência em serviços de TI e beneficiar empresas, principalmente do setor de agronegócio”, afirma Marcos Pazeto, fundador e diretor de Serviços da AdopTI. 

A escalada no programa da SAP veio acompanhada de contratações de profissionais experientes nos últimos meses, incluindo Charles Aragão, ex-gerente comercial SAP da ITSS; Fabricio Volpato, ex-gerente de BI da IBM; Luciano Barros, ex-SAP e ex-diretor executivo da Ourofino; Marcelo Chbane, ex-executivo de contas da Sonda e Fernando Colus, ex-Senior e ex-Oracle.

Fundada em 2008, a AdopTI tem meta de faturar R$ 45 milhões até 2020. Novos escritórios, em São Paulo, Rio de Janeiro e Goiânia, estão nos planos para o primeiro trimestre de 2018. 

“Nosso objetivo é cobrir todo território planejado junto à SAP para estarmos presentes face-to-face com cada cliente. Para atender o compromisso assumido em vendas, temos vendedores e uma equipe de inside sales totalmente dedicada à geração de demanda”, afirma Luciano Fernandes, diretor comercial da AdopTI.

A empresa investiu em expertise no S/4 Hana, a última versão do software de gestão da SAP, fazendo parte da localização Brasil da ferramenta, o que rendeu uma certificação extra, chamada de SAP Qualified Partner Solution e só obtida por outros quatro parceiros no país.