Em 2015 foram devolvidos 2,25% do total de cheques compensados em todo o país. Foto: Icatnews/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

Em 2015 foram devolvidos, pela segunda vez por falta de fundos, 2,25% do total de cheques compensados em todo o país. O Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos aponta que o patamar de inadimplência foi recorde histórico desde que a série foi criada, em 1991.

Já na comparação mensal, dezembro de 2015 teve um percentual menor de devoluções (2,42%) em relação a novembro, quando 2,61% dos cheques foram devolvidos, marcando o mês com a maior porcentagem de devoluções de toda a série histórica. 

Já em relação a dezembro de 2014, quando o percentual foi de 1,94%, dezembro de 2015 ficou à frente. O percentual de devoluções em dezembro do ano passado (2,42%) também foi recorde para um mês de dezembro desde o início do levantamento, iniciado em 1991. 

Segundo os economistas da Serasa Experian, a escalada da inflação e das taxas de juros, aliadas ao aprofundamento da recessão econômica, foram os fatores que impulsionaram a inadimplência com cheques no ano passado