DOWN

Americanas e Submarino fora do ar

21/02/2022 03:47

Dois dois maiores e-commerces do país podem ter sofrido um ataque hacker.

Técnicos tentam reanimar sites de e-commerce. Foto: Pixabay.

Tamanho da fonte: -A+A

A Americanas e o Submarino, dos dois principais sites de comércio eletrônico do Brasil, estão fora do ar desde o domingo, 20, no que parece ser a consequência de medidas tomadas contra um ataque hacker.

Os problemas começaram já no sábado, 19. No dia seguinte, a Americanas S.A, que controla os dois sites, confirmou a suspensão de parte dos servidores e citou em um comunicado um “acesso não autorizado”.

A companhia disse que “voltou a suspender proativamente parte dos servidores do ambiente de e-commerce na madrugada deste domingo (20/02) e acionou prontamente seus protocolos de resposta assim que identificou acesso não autorizado”.

A Americanas S.A disse ainda que “atua com recursos técnicos e especialistas para avaliar a extensão do evento e normalizar com segurança o ambiente de e-commerce o mais rápido possível”.

Como costuma acontecer nesses casos, a nota da Americanas S.A visa transmitir uma impressão de proatividade e controle da situação, ao mesmo tempo em que não abre quase nenhuma informação que permita a alguém de fora ter uma ideia aproximada do tamanho do problema.

Assim, fica em aberto o que o autor do acesso não autorizado estava tentando acessar e por quanto tempo ele teve acesso não autorizado. 

Na sua nota, a Americanas S.A também disse que "não há evidências de comprometimento da base de dados", o que é uma afirmação padrão nesses casos.

A reportagem do Baguete tentou acessar os dois sites na madrugada desta segunda-feira, 21, e eles seguem fora do ar.

Os aplicativos das duas marcas permitem o acesso, mas há dificuldades para pesquisar produtos e dar continuidade a compras.

No site Downdetector, que rastreia esse tipo de problemas, os problemas notificados atingem o site na internet, o aplicativo móvel e o sistema de login.

Uma mensagem que está circulando na internet indica que o ataque foi feito pelo Lapsus$ Group, o mesmo que tirou do ar o aplicativo ConectSUS, aplicativo do Ministério da Saúde, em dezembro do ano passado.

Em seu grupo no Telegram, o grupo mencionou o incidente nos sites da Americanas.com e Submarino com ironia, mas não assumiu a autoria, aponta o site Neofeed.

O problema é especialmente grave porque a Americanas S.A é hoje principalmente um negócio digital.

Nos últimos resultados divulgados, a companhia teve um volume bruto de mercadoria vendida (da própria empresa e parceiros no marketplace) de R$ 12,86 bilhões, montante 23,8% acima do registrado no terceiro trimestre de 2020.

Desse total, o  volume bruto de mercadoria digital avançou 30,3%, para R$ 9,9 bilhões (R$ 5,4 bilhões são referentes a venda de parceiros).

Já no varejo físico, as vendas nas mesmas lojas avançaram 6%, enquanto a receita bruta física somou R$ 2,9 bilhões, alta de 6,5%.

Veja também

LOOKS
Enjoei muda desenvolvimento

Site de e-commerce troca guarda roupa na área de engenharia de software com ajuda da Loonar.

EVENTOS
VTEX Day está de volta

Depois de dois cancelamentos, evento tem data marcada para 2022.

EXPANSÃO
CM.com abre escritório no Brasil

A holandesa avaliada em US$ 780 milhões é especializada em comércio conversacional.

MEIOS E MENSAGENS
O e-mail, minha sogra e o maior ROI do digital

Menos é mais. Quanto mais mensagens o e-mail perdeu, mais relevante ele ficou.

E-COMMERCE
Quality compra ACCT da Cadastra

ACCT é uma grande parceira da VTEX. Quality pagou R$ 66 milhões.

SITES
Mendes assume Wix no Brasil

Executivo passou por Loja Integrada, Google, Shopify e GoDaddy.