Nelson Marchezan Jr, prefeito de Porto Alegre, testou o sistema da Autopass. Foto: Cesar Lopes/PMPA.

A Autopass implantou nesta terça-feira, 21, um equipamento para pagamento com cartão de crédito ou débito em dois veículos da linha Menino Deus de táxi-lotação em Porto Alegre. A partir da quarta-feira, 22, dois ônibus da linha T1 também contarão com o novo meio de pagamento.

O projeto-piloto é o primeiro feito pela Autopass em uma capital brasileira. O sistema é testado também em Diadema, na região metropolitana de São Paulo. 

Com o aparelho, o pagamento é feito por aproximação, a partir de cartões com tecnologia contactless. Assim, basta encostar o cartão no equipamento para ter debitado o valor da passagem, sem a necessidade de senha.

“Os grandes bancos brasileiros oferecem cartões habilitados com a tecnologia contactless. Os clientes que não possuem este tipo de cartão podem solicitar a troca nas agências”, afirma Rubens Gil, CEO da Autopass.

Durante 60 dias, a Autopass atuará com um projeto-piloto sem custo para a prefeitura. A companhia fornecerá 100 cartões pré-pagos com tecnologia para pagamento sem contato para passageiros testarem o sistema.

Além dos cartões, o equipamento também aceita pagamentos com o Samsung Pay, sistema de pagamento por aproximação da fabricante de smartphones.

De acordo com Gil, 35% dos passageiros de ônibus pagam a passagem com dinheiro nas capitais brasileiras. Na categoria de táxi-lotação, o índice passa para 80%.

“Além da comodidade de utilizar o mesmo cartão no transporte e em outras compras do dia a dia, o equipamento aumenta a segurança nos veículos, por diminuir a necessidade do dinheiro a bordo”, detalha o CEO da Autopass.

Conforme o diretor técnico da Procempa, Michel Costa, a prefeitura inicia esse piloto com o objetivo de testar e expandir a tecnologia para o transporte público da capital.

A Autopass, empresa de tecnologia, meios de pagamento e soluções para a mobilidade urbana, tem na bilhetagem o seu principal negócio.

A companhia opera há 10 anos a bilhetagem eletrônica na Grande São Paulo com o Cartão BOM (hoje com mais de 8 milhões de unidades emitidas e mais de 2,5 milhões de transações por dia).

O sistema de pagamento de passagens de ônibus com cartão de crédito, débito e pré-pago, faz parte da unidade Autopass Pay, que também desenvolve um sistema de pagamento de passagens unitárias via QR Code.

De acordo com Gil, o modelo de pagamento via QR Code está em estudo pelo Trensurb, que opera os trens que ligam Porto Alegre e a região metropolitana da capital gaúcha.