Divulgação, [luis]/Flickr

A TIM cadastra, desde a semana passada, interessados em ter a banda larga por fibra óptica em São Paulo e no Rio de Janeiro.

O cadastro é um indício de que o serviço deve ser ativado em breve pela operadora.

Chamado de Live TIM, o produto deve oferecer até 100 Mbps no mercado residencial e 1 Gbps no corporativo. Segundo o site oficial da operadora, não haverá limite de download.

A expectativa é que o serviço comece a ser comercializado em julho, embora a companhia não revele uma data específica para o lançamento.

Não foram divulgados os preços que serão cobrados.

Segundo a operadora, a expectativa é de atingir 1 milhão de clientes com a entrada na banda larga fixa, possível graças à compra, no ano passado, da AES Atimus por R$ 1,6 bilhão.

Além da oferta fixa, a TIM promete que uma conexão à ultra banda larga móvel também chegará à maior parte das cidades brasileiras a uma velocidade de 42 Mbps graças ao desenvolvimento de infraestrutura e a troca de capacidade com outras operadoras de telecom, utilizando as redes da Intelig e da TIM Fiber, nova empresa originada da compra da AES.

Dados da Anatel para o mês de abril indicam que a TIM é a segunda maior empresa de telefonia móvel do mercado, com 26,89% de participação, perdendo apenas para a Vivo, com 29,75%.

A Claro tem 24,48% e a Oi, 18,57%.