NEGÓCIOS

Governo libera linha de crédito de até R$ 1,4 milhões

21/05/2020 11:01

Para a Assespro, lei voltada a micro e pequenas empresas pode não socorrer o setor de TI.

Italo Nogueira, presidente da Federação Assespro. Foto Helder Tavares.

Tamanho da fonte: -A+A

O Governo Federal sancionou a lei que libera linha de crédito de até R$ 1,4 milhões para micro e pequenas empresas no enfrentamento aos impactos da pandemia sobre seus negócios.

Com prazo total para pagamento de 36 meses, é possível obter o empréstimo de até 30% da receita bruta anual da empresa, calculada com base no exercício de 2019. O crédito atende empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões.

A taxa máxima de juros é igual à Selic mais 1,25% ao ano e os empréstimos poderão ser solicitados no prazo de três meses.

Na avaliação da Assespro, a decisão é essencial para o funcionamento de serviços públicos e privados, pois muitas empresas do setor de TI têm dificuldades de dar garantias reais para a obtenção do crédito.

“Esse é uma vitória do trabalho que estamos fazendo na busca da manutenção dos empregos e da solução de caixa das empresas de tecnologia da informação e comunicação”, avalia Italo Nogueira, presidente da Federação Assespro.

No entanto, a lei pode não socorrer o setor de TI, pois muitas empresas têm dificuldades para garantias de crédito. 

“Entendemos que ainda não chegamos no melhor modelo, pois o setor possui problemas de garantia real, mas estamos ajudando e pressionando os governos federais, estaduais e municipais para chegarem com as soluções que possam resolver”, avalia Nogueira.

A Federação lamenta, ainda, o veto para a carência de oito meses para o início de pagamento, pois ela daria um reforço às empresas que sofrem com a queda nas receitas nesses primeiros meses de crise.

Fundada em 1976, a Federação Assespro reúne mais de 2,5 mil empresas do setor de TIC por intermédio de 13 regionais com diretoria própria.

Veja também

VAREJO
Marisa aposta em vendas diretas on-line

Empresa vai oferecer comissão de 5% para quem vender os produtos através de links do e-commerce.

COVID-19
Câmara aprova obrigatoriedade de máscara em todo o país

Projeto de Lei, que agora vai para o Senado, prevê multa a ser definida por estados e municípios.

NOVO NORMAL
Tecnologia e o home office: relatos de uma professora

Não foi fácil, mas a distopia que eu imaginava não se realizou.

AÉREA
Gol retoma voos entre Congonhas e Santa Catarina

Companhia terá 20 voos a mais em junho e vai restabelecer conexões com Florianópolis e Navegantes.

OPÇÕES
Goomer se financia com venture debt

Fundo especializado no assunto tem R$ 140 milhões para emprestar para startups.

COVID-19
Joinville tem software para dados epidemiológicos

Solução foi desenvolvida por voluntários das empresas Tupy e Envolti, com hospedagem da Neogrid.

TRABALHO
Nubank libera home office até o final do ano

Depois de Facebook, Twitter e Salesforce, a moda está pegando no Brasil.

SAÚDE
Psicologia Viva recebe aporte de R$ 6 milhões

Startups voltadas à terapia on-line estão em alta com a quarentena.

APORTE
Plataforma de terapia online levanta R$ 16,5 milhões

Expectativa é que a crise do coronavírus amplie muito a necessidade por serviçõs de saúde mental.

INOVAÇÃO
Alexa responde sobre auxílio emergencial

Uma boa pergunta seria: quais são as chances práticas disso realmente ajudar alguém?