Tamanho da fonte: -A+A

Quatro grupos participam da disputa para um projeto de Business Inteligence de R$ 10,6 milhões a ser contratado pelo governo do Espírito Santo.

Apresentaram propostas a Infobuild Brasil, representante no país da multinacional de BI Information Builders; um consórcio entre a capixaba Synesis e SAS, outra multi do ramo; a SLE Consultoria, uma empresa de TI de Vitória com clientes de porte como Vale e Arcelor Mittal e um consórcio batizado BI-CSI Discover sobre o qual a reportagem não tem maiores informações.

O BI irá fornecer dados sobre meio ambiente, políticas públicas, gastos governamentais, recursos humanos e segurança pública. Além disso, haverá informações sobre a frota de veículos no Estado e questões relacionadas a aspectos fiscais e contábeis.

A Seger e as secretarias de Estado de Fazenda, de Controle e Transparência, e de Segurança Pública estão entre as que vão utilizar essa ferramenta.

Também serão beneficiados o Prodest, o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES) e o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema).

TRANSPARÊNCIA
Os dados foram divulgados para a imprensa pelo próprio governo do Espírito Santo através da Prodest, a estatal de processamento de dados capixaba, em um procedimento que poderia ser copiado no resto do país.