Bruno Barnett, gerente de canais para a América do Sul da Fujitsu. Foto: Divulgação.

Por Bruno Barnett*
Em consultas médicas explicamos os sintomas que temos, respondemos algumas perguntas sobre eles e somos questionados sobre o histórico da nossa saúde ou sobre resultados de exames recentes. Na sequência, o médico faz os exames para avaliar qual o melhor tratamento. Da mesma maneira, ao procurar uma solução de tecnologia, é necessário consultar um especialista para analisar e apresentar o que precisa ser feito. 

Além disso, é importante enfatizar que, assim como para cada pessoa o tratamento médico é diferente, o mesmo princípio ocorre com as implementações de TI. É essencial ter uma análise detalhada para oferecer o que aquela companhia precisa em tecnologia e o que vai, de fato, contribuir com o andamento de seus negócios. 

Tendo em mente que cada empresa precisa de uma ou mais soluções de TI para que alcance seus objetivos e se torne referência em seu mercado de atuação, é possível notar que o comportamento dos gestores, que decidem pela compra de determinada tecnologia, tem mudado. 

Antigamente, muitos buscavam tecnologias com baixo custo, produtos de prateleira mesmo, sem nenhuma personalização e que, por consequência, não atendiam suas necessidades por completo. No final das contas, a empresa tinha mais custos, pois, ao descobrir que a solução não era completa, era preciso adquirir alguma outra, com arquitetura desenvolvida para suas especificações. 

Destaco que existem no mercado especialistas para auxiliar as companhias desde o desenvolvimento da solução até a implementação, suporte e manutenção. Os canais especialistas de TI mostram as vantagens na aquisição de determinada tecnologia e contribuem para competitividade dos clientes em seus segmentos de mercado. Isso porque, pelo constante contato com o cliente, é possível verificar o que precisa ser aprimorado para atender as demandas atuais e futuras. 

Os revendedores são verdadeiros consultores que mostram como melhorar performance, automatizar processos, otimizar tempo e recursos e reduzir TCO. Eles estão em constante aprimoramento e especialização para venda das soluções. Nesse sentindo, a companhia consegue focar seus esforços nas estratégias do negócio e ter a certeza que a solução de TI recomendada contribuirá com o crescimento tanto da organização, quanto de seus clientes.

Especialistas do mercado têm afirmado que este ano iniciamos a recuperação econômica. Sendo assim, o clima de otimismo pelos diversos segmentos de mercado proporciona melhores oportunidades de negócio. Inclusive, a Pesquisa sobre o Setor de Distribuição de TI, apresentada pela Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (ABRADISTI) com apoio da IT Data, divulgada em abril deste ano, aponta que haverá crescimento no faturamento das empresas de distribuição de dois dígitos. 

Isso se deve tanto pela diversificação de portfólio dos distribuidores quanto pela mudança do comportamento dos gestores de TI – responsáveis pela compra das soluções, como comentei anteriormente.  

No que tange a ampliação de portfólio e as inovações tecnológicas existentes, ressalto algumas tendências, que garantem benefícios tangíveis e vêm ganhando força no mercado. Basicamente, as principais são as soluções de Data Center Definido por Software, serviços voltados para a transformação digital e que alavancam iniciativas nos modelos de negócios, além de soluções voltadas para nuvem. O motivo dessas tendências? As empresas buscam meios para que seus fornecedores de TI as auxiliem nos caminhos a seguir num futuro não tão distante.

Para ser assertivo e ter um bom retorno sobre o investimento ao adquirir uma solução de TI, com uma visão de continuidade e segurança no longo prazo, é necessário buscar fornecedores com foco na evolução do mercado. Normalmente, eles possuem profundo conhecimento, atrelado a um forte ecossistema de alianças e um portfólio completo de produtos reconhecido nesta indústria. Dessa forma, é possível enfrentar os desafios da economia que está se reestabelecendo com agilidade, credibilidade e qualidade.

Lembrando sempre que a redução de custos, planejamento e resultados significativos fazem parte da rotina de todos os segmentos de mercado, seja qual for o porte da companhia. A tecnologia deve ser uma aliada para trazer vantagem, competitividade e dinâmica de mercado para os negócios. Procure um consultor de TI e bons negócios! 

*Bruno Barnett é gerente de canais para a América do Sul da Fujitsu.