QUENTE

Singapura pesquisa data center tropical

21/06/2021 06:00

Facebook banca projeto sobre refrigeração em centros de dados no país asiático. 

É quente em Singapura. Muito quente. Foto: Roberto Trombetta/Flickr

Tamanho da fonte: -A+A

O Facebook se uniu com as duas principais universidades de Singapura, no sudeste asiático, para pesquisar como reduzir o consumo de energia em data centers situados em zonas tropicais.

O programa de pesquisa terá verbas de US$ 17,2 milhões, bancados pelo Facebook e o governo local.

Singapura é o lar de 60% dos data centers da região, que já consomem 7% da energia do país, uma cifra que deve chegar a 12% até 2029. O consumo é tão grande que a cidade proibiu a construção de novas instalações em 2019.

Muito disso é gasto em refrigerar os ambientes. Singapura tem uma temperatura anual média de 28,4 graus, chuva abundante e umidade relativa do ar estável de por volta de 80%, um clima muito parecido com o de Manaus.

De acordo com a National University of Singapore (NUS), uma das envolvidas, o Sustainable Tropical Data Centre Testbed (STDCT) é uma iniciativa pioneira nos trópicos.

Será instalado no local um centro de dados para testar novas tecnologias de refrigeração, com designs no nível do chip dos servidores, evitando o uso de dutos conectores, com as quais é possível diminuir o consumo de energia em 40%.

Caso se popularizem, as tecnologias pesquisadas em Singapura poderiam ajudar a desconcentrar o mercado brasileiro de data centers de alto padrão, hoje localizado em São Paulo.

Veja também

RITMO
Metade do Itaú na nuvem até 2022

CEO do banco deu detalhes sobre projeto com a AWS em evento on-line.

CONSOLIDAÇÃO
Scala leva data center da Algar Tech

Segue a consolidação dos data centers no Brasil. Scala vai gastar R$ 2 bi até 2022.

IMÓVEIS
Sky vende DC para fundo por R$ 49,3 mi

E aluga ele de volta por R$ 300 mil mensais durante 15 anos. 

CABOS
Por que as teles estão criando empresas de infra de fibra?

O Brasil está se aproximando do modelo internacional do mercado de telecomunicações.

VENDA À VISTA?
Telefônica negocia compra da Tivit

Negociações estariam avançadas e o valor da transação pode chegar a R$ 3 bilhões.

BANCOS 2.0
BTG+ roda todo na nuvem da AWS

Novo BTG+ espera atingir 4,5 milhões de correntistas em três anos.