VAREJO

Pernambucanas implanta Pix com Matera

21/10/2021 17:07

A Pefisa, fintech da varejista, utilizou o novo sistema de pagamentos para substituir boletos.

A rede possui 326 lojas e conta com cerca de 10 mil colaboradores. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Pefisa, fintech da Pernambucanas, adotou a plataforma da Matera, companhia de soluções de TI para o mercado financeiro, gestão de risco e varejo.

Em 2020, a Pefisa aderiu ao Pix e utilizou o novo sistema de pagamentos para substituir boletos, além de disponibilizá-lo como meio de pagamento nos caixas das lojas físicas da rede varejista. Com foco em pessoas jurídicas, a fintech também está oferecendo o serviço de Pix para indiretos.

"A Matera, tendo participado dos grupos de trabalho do Banco Central desde o início da concepção e definição do Pix até sua pós-implantação, e sendo um parceiro de longa data, também nos trouxe agilidade por meio da sua plataforma que suporta grandes volumes de transações, nos ajudou nessa missão da inclusão financeira", explica Fabiano Rustice, CIO da Pernambucanas.

Além disso, a Matera contribuiu com as sugestões do desenho operacional, novos modelos de negócios, segurança e conformidade com as regulamentações.

“Esse movimento para que a população tenha acesso aos serviços financeiros é de extrema importância na sociedade e o varejo é um grande agente de apoio e disseminação do uso dessa nova rede de pagamento", destaca Diogo Meirelles, diretor executivo da Matera.

Fundada em 1987, a Matera é uma empresa especializada em soluções de core banking, meios de pagamentos e gestão de riscos com sede em Campinas.

Além dos bancos tradicionais e digitais, possui clientes nos segmentos de fintechs, varejo e demais instituições financeiras. Com um time de mais de 700 profissionais, está presente no Brasil, Canadá e avançando em sua expansão internacional com foco nos Estados Unidos. 

Atuando desde 1908, a Pernambucanas vende itens de vestuário, lar, eletroportáteis, tecnologia e informática. A empresa possui 326 lojas e conta com cerca de 10 mil colaboradores em mais de 230 cidades de sete estados e do Distrito Federal.

Veja também

SEGURANÇA
BC limita transações noturnas via Pix

Medida visa combater crimes envolvendo a plataforma

NA MÃO
Banco Randon terá aplicativo

App está sendo desenvolvido pela DBServer, que atua em projetos de inovação na gigante.

TRANSFERÊNCIAS
Procon-SP quer limitar Pix em R$ 500 por mês

Para o órgão, limitar as transações noturnas não é suficiente para inibir sequestros. 

PAGAMENTOS
Pix é limitado durante a noite

Das 20h às 6h, o valor máximo fica em R$ 1 mil. Medida visa coibir crimes envolvendo serviço.

CRIME
Sequestros-relâmpagos agora “aceitam” Pix

Segundo levantamento da Folha de S. Paulo, a prática tem se tornado comum.

CONTAINERS
Original tem infra com Red Hat

OpenShift foi usado para processar o Pix e preparar a próxima fase do open banking.