CULPA DA AUTONOMY

HP amarga prejuízo de US$ 12,6 bilhões

21/11/2012 11:07

Perdas atribuídas a impropriedades contábeis da Autonomy, comprada em 2011 por US$ 10 bilhões.

Meg Whitman. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

No quarto trimestre do ano fiscal de 2012, encerrado em 31 de outubro, a HP teve prejuízo de US$ 6,8 bilhões, contra lucro líquido de US$ 239 milhões do mesmo período de 2011. Na receita, a queda foi de 7%, para US$ 32,1 bilhões.

No consolidado do ano fiscal, o prejuízo foi de US$ 12,6 bilhões, ante lucro de US$ 7 bilhões no exercício fiscal anterior.

Na mesma base de comparação, a receita teve queda de 5%, de US$ 127,2 bilhões para US$ 120,4 bilhões.

Por segmento, quase todas as divisões da companhia tiveram queda: em sistemas pessoais, de 11% ano/ano, em servidores, storage e redes corporativas, de 9%, em serviços, de 6%, e em impressão, de 5%.

Só as áreas de software e serviços financeiros tiveram aumento de receita anual: 14% a primeira e 1% a segunda.

A CEO da HP, Meg Whitman, atribiu as perdas a um prejuízo fiscal de US$ 8 bilhões, dos quais US$ 5 bilhões decorrem de impropriedades contábeis da desenvolvedora de software Autonomy, comprada em 2011 por US$ 10,2 bilhões.

O restante do prejuízo é atribuído à queda no preço das ações da HP, segundo Meg.

A fusão com a inglesa Autonomy vem sendo um parto para a HP desde o início.

Conforme avaliação divulgada pelo Financial Times em maio deste ano, cerca de nove meses após a compra da companhia pela HP, 25% dos funcionários da britânica especializada em buscas corporativas e gerenciamento do conhecimento já haviam deixado a empresa.

O grupo de saída incluiria muitos desenvolvedores e gestores sênior, e um deles disse ao jornal que “procedimentos internos da multinacional eram o equivalente a um afogamento simulado diário”, fazendo referência à “técnica de interrogatório” usada do Iraque pelo exército americano.

A queixa faz referência a uma suposta cultura “burocrática” e a uma “interminável série de conferece calls e preenchimento de formulários”, detalhou o Financial Times.

O problema do conflito cultural entre as duas empresas veio à tona com a demissão, em maio passado, do fundador da Autonomy, Mike Lynch, em meio a cortes de 27 mil funcionários da HP, quase 8% da força de trabalho.

Veja também

NA JUSTIÇA
HP vence batalha contra a Oracle

Desenvolvedora de softwares pode sofrer um processo por danos de até US$ 4 bilhões pela fabricante de hardware por prejuízos sofridos desde fim do suporte.

VIOLAÇÃO DE PATENTES
HP faz acordo com Maxprint

Alegação era de que a importação e a venda de cartuchos compatíveis com impressoras HP no Brasil violava patentes.

TRIMESTRE BOM
Positivo reverte prejuízo e lucra R$ 1,6 milhão

A reversão foi conquistada apesar de uma queda de 4,7% na receita da empresa, que foi de R$ 522,6 milhões no 2T12.