Mudança de rumo na Gol. Foto: Wikimedia Commons.

A Gol vai trocar seu sistema de gestão da Oracle por um da concorrente SAP. Segundo informa a Reuters, a empresa começou a implantar o sistema da SAP na segunda-feira, 18, e deve concluir o projeto até o final de 2014. 

De acordo com o diretor de tecnologia da informação da Gol, Paulo Sica, a troca de plataforma permitirá corte de custos com tecnologia da informação e deve acelerar a tomada de decisão.

“O plano de negócio apresentado à diretoria já mostrou a significativa redução nos custos”, disse Sica à Reuters durante anúncio do contrato pela SAP.

O executivo disse que a mudança da plataforma ocorreu em um momento de atualização da versão do sistema da Oracle, o que obrigaria uma reimplantação da plataforma na companhia aérea.

Não foram revelados valores do contrato. Sica afirmou que atualmente, custos de TI da Gol equivalem a 1,3% da receita líquida da empresa, que em 2012 ficou em R$ 8,1 bilhões [o valor é algo em torno de R$ 105 milhões].

A troca é mais um golpe da SAP na Oracle. Em dezembro de 2012, o Baguete divulgou com exclusividade o mesmo movimento na Tigre,  fabricante de tubos e conexões de PVC sediada em Joinville com faturamento de R$ 2,9 bilhões em 2012.

A Tigre era um dos clientes vitrine na área de manufatura da Oracle no país.

Tanto a migração da Gol como a da Tigre empalidecem frente à mudança na gigante de mineiração Vale, em outro negócio divulgado em primeira mão pelo Baguete ainda em 2011.

Além dos clientes, a SAP vem também roubando executivos de alto calibre da concorrente.

Em setembro, Walter Nabuco, ex-gerente de vendas de aplicações para grandes contas de serviços financeiros da Oracle, assumiu o cargo de diretor comercial para SAP Business One na SAP Brasil.

No ano passado, foi a vez de Sandra Vaz, uma executiva com 11 anos de Oracle, onde era VP de Alianças e Canais para a América Latina.