AMEAÇAS

Fiocruz: segurança com Fortinet

21/11/2017 16:59

Com a solução, a instituição evitou o ataque WannaCry.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) adotou a solução FortiGate da Fortinet. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) adotou a solução FortiGate da Fortinet, empresa focada em segurança de rede de alto desempenho, para combater as constantes ameaças de vírus às suas redes de computadores.

Com a solução, a instituição evitou o ataque WannaCry, que atingiu mais de 200 mil em cerca de 150 países foram vítimas. O ransomware é capaz de criptografar as informações e bloquear o acesso de usuários ao computador, com liberação somente mediante pagamento. 

No Brasil, os ciberataques levaram várias empresas e órgãos públicos a tirarem sites do ar e desligarem seus computadores, como Petrobras, INSS e tribunais de justiça de diversos estados.

O FortiGate, implementado pela Fiocruz com o apoio da Real Protect no principal campus da Fundação, no Rio de Janeiro, fez parte da proteção da empresa durante o ataque do ransomware, em maio. 

A ferramenta identificou 390 tentativas de entradas não autorizadas e conteve todas elas. Além disso, foram bloqueados três dispositivos que tentaram acessar IPs envolvidos nos ataques.

"Falando especificamente do WannaCry, assim que fomos informados pela Real Protect do ataque em escala global, traçamos uma estratégia de proteção e implementamos as recomendações necessárias no ambiente, em seguida recorremos ao FortiAnalyzer para acompanhar o cenário da instituição diante da ameaça. Para nossa surpresa e alívio, constatamos que os 390 ataques foram contidos", relata Misael Araújo, coordenador de Segurança da Informação e Comunicações da Fiocruz.

A Fiocruz é a maior instituição de pesquisa biomédica da América Latina, que também produz vacinas e medicamentos para abastecer o Sistema Único de Saúde (SUS). 

Atualmente, a Fiocruz está instalada em 10 estados e conta com um escritório em Maputo, capital de Moçambique, na África. Além dos institutos sediados no Rio de Janeiro, mantém unidades nas regiões Nordeste, Norte, Sudeste e Sul do Brasil, e escritórios no Ceará, Mato Grosso do Sul, Piauí e Rondônia. 

Veja também

DADOS
Deloitte tem falha gigante de segurança

A empresa sofreu um ataque hacker ao seu sistema de e-mails.

MAGENTA
T-Systems vende segurança no Brasil

A Magenta Security faz agora sua estreia como um produto stand alone.

MODERNIZAÇÃO
Copagaz investe R$ 41 milhões em TI

O primeiro projeto foi a adoção do ERP da SAP, com apoio da T-Systems.

SEGURANÇA
Mexichem adota firewall com CorpFlex

O acordo inclui a instalação de firewall e licenças de segurança (antivírus, antispyware, IPS, IDS e filtro de conteúdo).

HPE
Duas Rodas renova TI com Sercompe

O projeto da nova infraestrutura é baseado na plataforma HPE SuperdomeX para ambiente SAP.