Totvs Private atende os maiores clientes da Totvs. Foto: Divulgação.

Valdemir Marques, um executivo rodado pelo universo SAP, acaba de assumir a Totvs Private, divisão da empresa brasileira de sistemas de gestão focada em grandes empresas.

Marques passou nos últimos anos pela Autodesk, IBM, Indra e Accenture, em passagens de cerca de um ano, mas fez sua carreira dentro do universo da SAP.

Ele atuou uma década na multinacional alemã, em duas passagens separadas por um período de três anos na Indra, dentro da área de negócios da SAP.

Marques atuou na implementação SAP da Telefonica no Chile, além de ter sido diretor de vendas sênior para área de serviços públicos da empresa no Brasil.

Ao que parece, a Totvs decidiu dar uma sacudida na Totvs Private trazendo um nome de fora da operação, fundada em 2012 para atender diretamente grandes nomes da carteira, muitos deles usuários de sistemas da Datasul.

O CEO anterior, Alexandre de Azevedo, assumiu a liderança em 2016 e estava dentro da Totvs Private desde 2013. Mais do que isso, foi diretor da Datasul em São Paulo por 10 anos.

Na última vez que a Totvs abriu informações sobre o número de clientes da Totvs Private, ela totalizava 141 grupos econômicos.

A lista inclui Coteminas, Grendene, DGB, Protege, Vicunha Têxtil e Hcor.

A TOtvs tem o desafio de manter esses clientes na base fazendo upgrades dos softwares da Datasul para novas versões do produto TOtvs.

Muitas vezes são instalações customizadas desde os anos 90, o que torna esse upgrade uma chance para concorrentes como SAP e Oracle venderem suas soluções.

De acordo com o estudo anual sobre o mercado de TI da FGV, entre as empresas com mais de 700 usuários a SAP tem 51% do mercado, contra 22% da Totvs e 19% da Oracle.

Na faixa de 170 a 700, a Totvs tem 36%, a SAP 27% e Oracle 16%. "Outros" ficam com 17%. É na faixa das empresas abaixos de 170 que a Totvs manda, com 50%, a Oracle tem 10% e a SAP nem aparece sozinha.

Na sua divulgação da contratação de Marques, a Totvs afirma que o objetivo do executivo é “direcionar os esforços comerciais para atender empresas que estão passando por um momento de expansão ou estão em processo de mudança de modelo de negócios”.

“Temos um time de profissionais com alto nível de senioridade e amplo conhecimento da indústria que atende e, por isso, estamos reformando a estrutura para que eles estejam cada dia mais capacitados para apoiar muito além da tecnologia, chegando nos detalhes de negócio dos clientes”, diz Marques.