MDIC e Endeavor vão dar uma mãozinha para startups e empreendedores. Foto: flickr.com/photos/jardek

Tamanho da fonte: -A+A

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e a organização internacional Endeavor anunciaram convênio para capacitar startups, empreendedores iniciantes e pequenas empresas inovadoras com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões.

Com apoio metodológico da consultoria McKinsey & Company, o programa InovAtiva Brasil irá oferecer conteúdos online, workshops e mentoria para criação de negócios inovadores.

As entidades estão abertos a receber propostas de novas parcerias com empresas,  associações empresariais, universidades e institutos de pesquisa que contribuam para a expansão projeto.

O objetivo é contribuir para que empresas de alta tecnologia cresçam sem a presença de um investidor e que possam acessar fundos e instrumentos de apoio à inovação do Governo Federal, para inserir esses negócios na cadeia de valor de grandes incorporações.

Para identificar projetos com esse perfil, o InovAtiva Brasil vai abrir um processo de seleção, que ocorrerá entre 15 de maio a 5 de julho. Todos os inscritos vão receber feedbacks de especialistas sobre como melhorar suas ideias de negócio, além de participar de cursos práticos online.

O conteúdo do curso vai explorar, entre outros temas, métodos para se criar um modelo de negócio com elevado potencial de inovação e crescimento, e como se preparar para apresentar o projeto a potenciais parceiros e investidores.

Na segunda fase do programa, os autores dos 50 melhores projetos selecionados vão participar de workshops e também irão passar por um processo de mentoria. Especialistas farão avaliações de sobre o projeto, sessões de coaching e estímulo ao networking com investidores e empreendedores mais experientes.

Já na fase final do programa, vinte empreendedores com os projetos mais inovadores e de maior  potencial, segundo os organizadores, vão receber acompanhamento individualizado da rede de mentores Endeavor e McKinsey.

Atualmente, o Brasil está entre os maiores polos de empreendedorismo do mundo. De acordo com pesquisa realizada pela Endeavor, três entre quatro brasileiros gostariam de empreender seu próprio negócio.