Thierry Giraud e Edson Silva. Foto: divulgação.

A catarinense Nexxera, desenvolvedora de soluções de TI para o setor financeiro, e a Sage XRT, de soluções de tesouraria, anunciaram uma parceria para a criação de uma solução de integração de finanças e negócios.

O resultado da parceria é o lançamento do Financial Resource Planning (FRP), um sistema que automatiza os processos da tesouraria que envolvem os bancos, permite a rápida tomada de decisão, pois gera informações em tempo real sobre a movimentação de caixa, e dos ativos e passivos financeiros.

Segundo as empresas, uma das interações que o FRP proporciona é com o cash pooling, o balanceamento de saldos entre contas correntes da empresa com segurança e contabilização no ERP.

Conforme explica Edson Silva, CEO da Nexxera, que encerrou 2013 com uma receita de R$ 70 milhões e estima para este ano um crescimento de 50%, chegando aos R$ 105 milhões, as informações disponibilizadas pelo FRP dão visibilidade da liquidez de caixa no curto, médio e longo prazos.

"Elas reduzem os riscos e tornando o processo de decisão mais assertivo. Além disso, a tecnologia está em conformidade com as regras de segurança e de rastreabilidade. Além disso, é diferente dos modelos convencionais, que envolvem alto setup de venda e custos de manutenção", destaca Silva.

De acordo com Thierry Giraud, CEO da Sage XRT Brasil, a ideia é deixar o banco cada vez mais próximo da tesouraria das empresas.

A associação de dois grandes players neste mercado oferece um serviço único, que acaba com o trabalho braçal e permite aos clientes focar no que importa, a gestão da tesouraria, com total segurança nas informações", afirma o CEO.

A receita nacional da companhia, que resultou da aquisição da francesa XRT pela Sage em 2007, no último ano fiscal (encerrado em setembro de 2013), foi de US$82,1 milhões. Mundialmente, a Sage cresceu 4% no mesmo período.

Hoje, a Nexxera tem mais de 400 mil empresas ligadas a sua rede e possui clientes como Bradesco, Santander, Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Walmart, GM, Bosh, Cemig, Sadia, Tim e Telefônica.