FINTECH

PicPay entra no mercado de crédito pessoal

22/05/2020 09:16

Plataforma vai oferecer empréstimos para pessoa física, além de cartões de débito e crédito.

Com a pandemia, aplicativo chegou a 20 milhões de usuários. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A PicPay, fintech de pagamentos com sede em Vitória, anunciou sua entrada no segmento de crédito pessoal e o lançamento de cartões de crédito e de débito próprios.

Segundo o site NeoFeed, a estreia oficial no mercado de crédito está programada para junho, com a oferta de empréstimos para pessoa física. Em fase de ajustes de prazos, taxas e demais condições, as primeiras operações foram realizadas na semana passada.

A oferta deve seguir o modelo adotado nos demais produtos: a PicPay é a plataforma de entrega da solução, enquanto a gestão do risco e o financiamento virão de parceiros.

De acordo com a empresa, o pontapé inicial será dado com o Banco Original, que controla a PicPay, mas a fintech já negocia com outros parceiros interessados em oferecer crédito pessoal por meio da plataforma.

A mesma abordagem está sendo usada para os cartões. Em janeiro, a fintech iniciou os testes na modalidade de cartões de crédito, em parceria com o Original, junto a uma base de 30 mil clientes.

Agora a empresa acrescenta ao portfólio o cartão de débito, cujos ajustes também foram finalizados na semana passada.

O usuário poderá ter um cartão virtual, além de solicitar um físico e os gastos são gerenciados pelo aplicativo, que dá acesso a todos os produtos da carteira digital.

Para reunir as novas soluções, a empresa criou uma unidade de negócios específica e contratou Frederico Trevisan, ex-Santander, Citi e Itaú Unibanco, para comandar a área com mais de 100 pessoas.

“Vamos olhar para todas as modalidades de crédito, entre elas, as transferências pessoais, peer-to-peer, e as ofertas para empresas. Temos, no mínimo, o potencial de alcançar toda a base de usuários da PicPay”, destaca Frederico Trevisan, head de card e crédito da PicPay, ao NeoFeed.

A PicPay fechou 2019 com 13,4 milhões de usuários, sendo 3,9 milhões deles ativos, e uma média de 500 mil novos usuários por mês. Com a pandemia, a startup registrou 3 milhões de novos usuários somente em abril.

Com esse salto, a empresa antecipou a meta projetada para o fim de 2020, chegando a 20 milhões de usuários, sendo 8 milhões deles ativos.

“A crise acelerou em muitos anos a curva de adoção e a busca do consumidor por pagamentos sem contato. E acredito que esse é um caminho sem volta”, afirmou Gueitiro Genso, CEO da PicPay, ao NeoFeed.

No momento, boa parte dos esforços da PicPay está centrada em ações voltadas ao impactos da pandemia. 

A plataforma está sendo usada para centralizar e agilizar a distribuição de doações, além do pagamento dos valores referentes à merenda escolar durante a quarentena em São Paulo, por exemplo.

Ainda de acordo com a publicação, a fintech avalia acelerar o lançamento de outras aplicações que já estavam em seu escopo, como uma solução produto para as empresas pagarem seus funcionários e fornecedores.

A PicPay tem 1,4 mil funcionários e deve fechar 2020 com 2 mil. A empresa transacionou R$ 5 bilhões de 2019 e a meta para este ano é de R$ 31 bilhões.

Veja também

TRABALHO
Nubank libera home office até o final do ano

Depois de Facebook, Twitter e Salesforce, a moda está pegando no Brasil.

MOBILE
Banco Inter lança operadora de telefonia

Intercel venderá planos de voz e dados no SuperApp, marketplace da instituição.

COOPERATIVA
Ailos tem marketplace com Hallo

Aplicativo reuniu mais de 2,7 mil usuários na primeira semana de lançamento.

MOVIMENTO
Pereira, ex-C6, é o novo CDO da Zup

CDO foca em dados. Zup é uma empresa quente, comprada pelo Itaú no ano passado.

CONTRATAÇÃO
Quod anuncia novo CEO

Cassius Schymura, ex-Santander e Trademaster, atua há mais de 25 anos na indústria bancária.

FINTECH
Oi e Conta Zap criam carteira digital

Solução, que funciona via WhatsApp, está sendo utilizada em ação social relacionada à pandemia.

SEGURANÇA
Nubank traz executivo top para cargo de CISO

David Currie vem da Bolsa de Valores de Hong Kong, uma das maiores do mundo.

CRISE
Empresários criam fundo de empréstimo para PMEs

Estímulo 2020 já conta com pelo menos 17 comprometidos a colaborar com R$ 20 milhões.

OSCILAÇÃO
Nubank falha em pagamento de boletos

Após serem confirmadas, transações atrasaram por erro na comunicação com servidores nacionais.

REAÇÃO
Arezzo vira case na crise com tecnologia

Companhia acelerou muito as vendas online dobrando o volume de vendas em dois meses.