No 1º semestre, setor teve crescimento 8,7% maior que em 2011. Foto: flickr.com/photos/fwsunshine

Tamanho da fonte: -A+A

Com 50 transações registradas no primeiro semestre, o setor de tecnologia da informação (TI) teve o maior número de fusões e aquisições (F&A) entre empresas do setor em 2012.

Os dados fazem parte da Pesquisa de Fusões e Aquisições, realizada trimestralmente pela KPMG. Os números do primeiro semestre tiveram um crescimento de 8,7% em relação ao mesmo período de 2011.

Dentre todos os segmentos, o setor representa 11,5% das transações de 2012.

O ranking da KPMG inclui 43 segmentos de negócios, que juntos totalizaram 433 operações este ano, 54 a mais que o mesmo período em 2011.

“Podemos notar o interesse das empresas estrangeiras no setor. Dentre as transações, apenas 16 foram domésticas, enquanto 34 envolveram capital estrangeiro”, diz Luis Motta, sócio-líder da área de fusões e aquisições da KPMG no Brasil e coordenador da pesquisa.

Para Frank Meylan, sócio-líder da área de Information Technology Advisory Services da KPMG, a regularidade da liderança do setor é fator de destaque. “Desde 2008, TI lidera o ranking de fusões e aquisições. Tanto as empresas, como os consumidores finais têm mantido o setor aquecido".

Segundo Meylan, o momento de alta vivido há mais de cinco anos incentiva todos os segmentos da área, desde produção, até desenvolvimento, fazendo com que tecnologia de informação seja acompanhada de perto por investidores nacionais e estrangeiros, gerando mais transações.

"Não podemos esquecer, também, das demandas relativas à Copa e às Olimpíadas, que ajudam o mercado a ficar aquecido”, completa.

A pesquisa de Fusões e Aquisições da KPMG no Brasil apura as operações de fusões e aquisições efetivamente concluídas e divulgadas envolvendo empresas no presente no País.

A atual edição considera as operações anunciadas e concluídas entre 1° de janeiro e 30 de junho de 2012. O levantamento é realizado desde 1994.