A Itaim Iluminação, de São Paulo, adotou as soluções Teamcenter e Solid Edge de Siemens PLM.

A Itaim Iluminação, de São Paulo, adotou as soluções Teamcenter e Solid Edge de Siemens PLM.

Devido à grande ampliação de sua capacidade de produção, a Itaim possui hoje plantas que necessitam do PLM como ferramenta para o gerenciamento dos arquivos de engenharia. 

O PLM da Siemens, a solução Teamcenter, foi implementada na empresa em meados de 2011.Depois, foi a vez do projeto com o Solid Edge, visando atender a necessidade de desenvolver novos produtos em 3D com a parametrização de todos os componentes.

"Hoje a Itaim totaliza cerca de três mil peças diferentes, então existe grande dificuldade de gerenciamento de informação. Havia muito retrabalho por não encontrarmos projetos antigos. Para se ter uma ideia, há 10 anos a empresa tinha menos demanda e cerca de 20 projetistas. Atualmente temos muito mais projetos e somente cinco projetistas conseguem gerenciar", explica Thiago Navas, supervisor de engenharia da Itaim Iluminação.

Com a adoção das soluções Teamcenter e Solid Edge, a produtividade aumentou em 50%. 

O projeto de PCM é o mais recente com a Siemens PLM Software e veio de uma necessidade diferente. 

"Sofremos uma grande transformação na mudança da comercialização de materiais elétricos para materiais eletrônicos, como o LED. Com isso, o mercado foi invadido por concorrentes, o que potencializou a necessidade de nos diferenciarmos e sermos mais competitivos", explica Victor Pires, especialista em custos da Itaim Iluminação.

O executivo relata que a Itaim trabalhava com uma solução anterior que não era integrada com o banco de dados da empresa. 

"A área de comex trabalhava com Excel, o setor de compras trabalhava com ERP e o setor de custos tinha um sistema ineficaz. Nenhuma delas eram integradas, então as informações muitas vezes não coincidiam", explica.

A forma como a empresa precificava os produtos também era falha. Como o preço de custos era calculado com base em listas de matérias e um fator multiplicador para a manufatura, com baixa precisão, podendo colocar o preço numa margem muita alta e perder negócio, ou muito baixa e sair no prejuízo. 

"Dessa deficiência, identificamos a necessidade de uma ferramenta que nos oferecesse condições do cálculo de custo mais assertivo possível. Por já termos trabalhado com a Siemens na tecnologia Teamcenter e Solid Edge, buscamos novamente a empresa para a solução PCM, uma tecnologia ainda nova no mercado capaz de simular o custo final e otimizar o planejamento financeiro corporativo".

A Itaim Iluminação conseguiu reduzir o overhead e melhorar eficiência do setor produtivo ao conhecer todos os números da empresa e assim aprimorar a tomada de decisões. Foi possível enxergar melhor os custos de todo o processo e saber exatamente onde se gasta mais e menos.